02 / Dezembro / 2021

Quinta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Economia ver todas os artigos desta secção

Investimento em Construção cresceu 5,2%

10 de Setembro de 2021 às 13:53:25

tamanho da letra:

Economia

O investimento em Construção e o VAB do Setor registaram, nos primeiros seis meses do corrente ano, crescimentos homólogos de, respetivamente, 5,2% e de 4,4%.

Estes aumentos, significativos, devem ser vistos no contexto de uma evolução que tem por base a contração sem precedentes da atividade económica na primeira metade de 2020, em virtude das restrições decorrentes da pandemia. Saliente-se que, por essa mesma razão, se assistiu, no 1.º semestre de 2021, a uma recuperação do PIB de 4,3%, em termos homólogos.
Mas outros indicadores atestam a boa performance da atividade do Setor. Conforme se refere na mais recente análise de conjuntura da Construção, de agosto, no período em apreço, as licenças emitidas pelas autarquias registaram uma variação de 15,9%, em resultado de um crescimento de 17,1% nos edifícios habitacionais e de 12,9% dos não residenciais. Relativamente aos fogos licenciados em construções novas, totalizaram 14.018, o que traduz uma variação de 15,4% face aos 12.145 alojamentos licenciados no semestre homólogo.
Nos primeiros sete meses de 2021, o novo crédito à habitação ascendeu a 8.565 milhões de euros, o que corresponde a um crescimento de 36,5% face aos mesmos meses do ano anterior, e supera já o valor concedido durante o ano de 2017. Na avaliação bancária na habitação, observa-se uma valorização de 6 euros por m2 face ao mês anterior, o que corresponde a uma manutenção da tendência de crescimento deste indicador.
No mercado das obras públicas, nos primeiros sete meses de 2021, foram abertos concursos no montante de 2.516 milhões de euros, o que corresponde a uma quebra de 20% face aos 3.163 milhões promovidos em igual período do ano anterior. No entanto, relativamente às empreitadas de obras públicas objeto de celebração de contrato e registo no Portal Base, apura-se um volume total de 2.254 milhões de euros, o que traduz um aumento de 47,9 % em termos de variação homóloga temporalmente comparável.



Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.