12 / Novembro / 2019

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Fuchs vai ser neutra em CO2 a partir de 2020

25 de Outubro de 2019 às 10:49:32

tamanho da letra:

Empresas

A partir de 1 de janeiro de 2020 a Fuchs Petrolub, grupo independente de lubrificantes, passa a ter uma produção neutra em CO2 a nível mundial.

Este é mais um marco no desenvolvimento sustentável da empresa, num claro sinal para a proteção global do clima, afirma-se em comunicado, onde se explica que a partir de 2020, as 58 localizações mundiais da Fuchs vão ser neutras em CO2 – desde o consumo energético na produção até aos materiais administrativos.
Para implementar a neutralidade de CO2 já em 2020, a Fuchs vai equilibrar as emissões de CO2 não evitadas até agora com medidas de compensação, nomeadamente através do investimento da empresa em projetos de alta qualidade em proteção climática, destinados principalmente à promoção de energias renováveis. 
Os projetos são acreditados, aprovados e monitorizados de acordo com os standards de certificação reconhecidos a nível internacional, como é o caso do Gold Standard, bem como por organizações de renome como as Nações Unidas (ONU). A validação dos resultados do projeto quanto à redução alcançada das emissões de CO2 é atribuída por organismos de testes independentes como o TÜV, o Centro de Inspeções alemão.
«A estratégia de neutralidade de CO2 na Fuchs engloba-se na nossa estratégia de sustentabilidade que lançámos há 10 anos. Desta forma, assumimos a responsabilidade pela proteção global climática», afirma Stefan Fuchs, presidente do Concelho Executivo da Fuchs Petrolub, ao que acrecenta: “Estamos também a dar um contributo importante para alcançar os objetivos da ONU no acordo de proteção climática ratificado em Paris em 2015”, que tem como objetivo limitar o aquecimento global abaixo dos dois graus Celsius em comparação com os níveis pré-industriais.
As emissões de CO2 específicas do consumo de energia por tonelada de lubrificante Fuchs produzido já foram reduzidas em 30% desde 2010.
A médio prazo, a empresa pretende reduzir gradualmente a sua compensação de carbono e aumentar a sua quota de abastecimento de energia renovável, enquanto continua a investir na melhoria da eficiência energética das suas localizações. A longo prazo, a empresa tem também como objetivo vender aos seus clientes produtos neutros em CO2. No entanto, isto implica que, no futuro, a Fuchs seja abastecida com matérias-primas neutras em CO2. Só assim a Fuchs, como uma empresa de lubrificantes neutra em CO2, pode oferecer aos seus clientes lubrificantes neutros em CO2 com produção neutra em CO2.
A Fuchs aderiu em setembro, como apoiante oficial, à “Aliança Clima e Desenvolvimento” do Ministério Federal para Cooperação e Desenvolvimento Económico. Os membros desta aliança, que combina proteção climática e desenvolvimento sustentável, empenham-se pela neutralidade climática, de forma a evitar, reduzir e compensar as emissões de CO2.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.