20 / Setembro / 2018

Quinta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

CIN cria cores originais e contribui para a renovação do Teatro Tivoli BBVA

16 de Maio de 2016 às 15:43:25

tamanho da letra:

Empresas

A CIN foi uma das marcas que contribuiu ativamente para a recuperação do Teatro Tivoli BBVA, um Monumento de Interesse Público com 91 anos de história, localizado no centro da cidade de Lisboa, na Avenida da Liberdade.

Durante os últimos quatro anos, a CIN, em parceria com a Consultora de Restauro do Teatro Tivoli BBVA, assumiu o compromisso de desenvolver as cores originais do edifício que permitissem a sua recuperação e assim devolver o Monumento à cidade e aos portugueses.
No total foram doados mais de 6 mil litros de tinta para a renovação do edifício, contudo o grande desafio para a CIN neste projeto, segundo frisa a marca de tintas e vernizes em comunicado, foi o desenvolvimento e a recriação das cores originais do edifício por forma a manter a fachada do Teatro Tivoli BBVA o mais próximo possível da sua história.
“Foi com muito orgulho que aceitámos o desafio da UAU de podermos contribuir ativamente para a recuperação de um Monumento Nacional como é o Teatro Tivoli BBVA. Após um trabalho de parceria, que durou praticamente quatro anos, podemos dizer que o objetivo foi conseguido e que finalmente o edifício foi devolvido à cidade e aos portugueses, totalmente renovado e renascido”, afirma Marcos Castro, Diretor de Marketing da CIN.
“A CIN continua a ser a marca escolhida para obras de grande envergadura e relevância, facto que evidencia o reconhecimento da qualidade dos nossos produtos. Contudo, este projeto apresenta uma particularidade. Para além da doação de tinta, a CIN cumpriu o desafio de recriar as cores originais do edifício. E este sim, é um requisito que reflete a inovação que caracteriza a atividade da CIN”, conclui o responsável.
A CIN, recorde-se, tem sido selecionada para a intervenção e para a renovação de espaços públicos e edifícios icónicos como por exemplo: a repintura da Rua Cor de Rosa, no Cais do Sodré em Lisboa - Associação Cais do Sodré e pela Câmara Municipal de Lisboa; a renovação urbana e social do centro histórico de Lisboa - Associação Renovar A Mouraria; a requalificação e pintura de diversos edifícios na cidade de Bruxelas: edifício da nova Sede da Comissão Europeia, o Toison D’Or, situado numa das mais famosas artérias da cidade (Avenue Louise), o Edifício “Chambon” no centro de Bruxelas, os escritórios da construtora VSE (Grupo Eiffage) e o edifício Generali Bruxelas.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.