18 / Novembro / 2017

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Marginal de Luanda vence Prémio Nacional de Arquitetura Paisagista 2013

14 de Maio de 2013 por Lurdes Neto às 15:20:41

tamanho da letra:

Notícias

O projeto de Requalificação e Dinamização da Marginal de Luanda”, da autoria de Margarida Quelhas, foi o vencedor do Prémio Nacional de Arquitetura Paisagista 2013 na categoria Obra/ Integração Paisagística.

Na perspetiva do júri deste Prémio, composto, entre outros, pelos professores Marcelo Rebelo de Sousa e Luísa Schmidt, “a obra resultou numa intervenção de excelência naquele que é um dos principais espaços públicos de Luanda, reforçando a visão contemporânea da cidade”.
O prémio foi recebido pela arquiteta paisagista autora do projeto em representação da equipa Angolana e Portuguesa, constituída pelos gabinetes Costa Lopes.arq (Angola) e Land Plan, Território, Paisagem, Arquitetura (Portugal), e entregue no passado dia 9 de maio, durante a 9ª Urba Verde – Fórum das Cidades Sustentáveis.

Características do projeto vencedor

Em causa está um projeto que implicou, ao longo de 3 km de extensão, a excussão de trabalhos de dragagem e limpeza das águas da baía de Luanda, a reabilitação das redes de infraestruturas e a construção de um aterro que permitiu aumentar e melhorar a capacidade da rede viária e disponibilidade de estacionamento, ampliando a área destinada ao recreio e lazer.
Segundo explica em comunicado a Land Plan, “tirando partido desta nova área mais vasta entre a via e o mar, propôs-se a criação de um parque linear, com uma distribuição equilibrada de programação lúdica ao longo de toda a sua extensão. Alguns pontos de concentração constituem-se como pólos de atração e reagem a situações urbanas especiais de ancoragem com a cidade, ligados por elementos contínuos, que permitem uma imagem unitária de todo o espaço. O parque linear é constituído por áreas ajardinadas entrecortadas por zonas pavimentadas, parques infantis, estações de um percurso de manutenção e campos de “street basket”. Criou-se um passeio arborizado junto à via e um passeio marginal contínuo ao longo da baía, acompanhado de uma ciclovia que “corre” sobre uma caleira técnica. Pretendeu-se assim devolver a Luanda um dos seus espaços públicos fundamentais tanto para a vida urbana como para a imagem da Cidade”.

Outros premiados

Esta é já a 9ª edição do Prémio Nacional de Arquitetura Paisagista, promovido pelo Grupo About Media, através do seu jornal arquiteturas, em parceria com Planbelas. O prémio, que conta com o apoio institucional da APAP – Associação Portuguesa dos Arquitetos Paisagistas, visa reconhecer publicamente o trabalho de arquitetos paisagistas de nacionalidade portuguesa, tanto ao nível de obras e projetos, como de carreira profissional.
Na cerimónia, foram ainda premiados os arquitetos Laura Roldão Costa e Manuel Cordeiro, com o projeto “Jardim da SPI - Sociedade Portuguesa de Inovação”, na categoria Obra, subcategoria Parques e Jardins.
O Prémio Nacional de Arquitetura Paisagista homenageou também o arquiteto paisagista Alexandre Cancela d’ Abreu, pela sua contribuição, ao longo do seu percurso profissional, “para o desenvolvimento da arquitetura paisagista em Portugal, ao nível de projeto e obra, de carreira académica e da relação da profissão com a sociedade”.
Aos vencedores de cada categoria, é atribuído anualmente um troféu de excelência, concebido para identificar e representar o que de melhor se faz no mercado português da arquitetura paisagista.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.