23 / Maio / 2018

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Equipamentos ver todas os artigos desta secção

Sistemas Siemens garantem segurança do túnel ferroviário mais longo do mundo

11 de Agosto de 2016 às 11:46:33

tamanho da letra:

Equipamentos

A Siemens equipou São Gotardo, o mais longo túnel ferroviário do mundo, com 57 quilómetros de comprimento, com um sistema de visualização SCADA e componentes de automação e de rede, a fim de garantir a segurança dos passageiros e uma rápida travessia dos comboios.

O túnel, recorde-se, foi inaugurado em junho de 2016. No decorrer da obra, foram extraídas 28,2 milhões de toneladas de pedra para construir os dois tubos principais de via única, os túneis de segurança e ventilação e as passagens transversais. No âmbito deste enorme projeto, que permitirá viajar a velocidades até 250 quilómetros por hora, os comboios estiveram ainda sujeitos a quase 5.000 testes operacionais.
Para os servidores e alguns dos controladores lógicos programáveis (PLC) mais sofisticados, a JM Systems, empresa responsável pelos sistemas de gestão, controladores e servidores, recorreu à tecnologia da Siemens. Os diretores executivos desta empresa especializada na construção de túneis, explicam em comunicado que "os controladores das passagens transversais dos túneis monitorizam as portas, ligam as luzes e comunicam com os componentes da alimentação a 50 Hz. O principal desafio enfrentado foi a enorme quantidade de pontos de dados: em função do equipamento utilizado, cada uma das 176 passagens transversais pode ter até dois controladores, criando-se assim um total de cerca de 60.000 pontos de dados."
 
Tecnologia de ponta para viagens rápidas e seguras

As portas das passagens transversais dos túneis, que constituem um elemento vital desta infraestrutura, são controladas utilizando tecnologia Siemens. De realçar que, neste caso, não é o fogo que representa o maior perigo para os utilizadores do túnel, mas sim a asfixia. A fim de evitar a evacuação através das quatro estações de paragem de emergência, o sistema recorre a inúmeros sensores, dispositivos e controladores de monitorização. Os dados recolhidos são verificados e registados a cada dois milissegundos. Adicionalmente, os cabos de fibra ótica FibroLaser são complementados por câmaras de imagem térmica e por detetores de fumo instalados em caixas especiais.
Em suma, centenas de controladores SIMATIC e módulos de interface foram instalados nos tubos que têm cerca de 40 metros de comprimento. Estes sistemas comunicam com um grande número de componentes elétricos. Os dados são transmitidos via Ethernet utilizando componentes da rede Scalance da Siemens. Cada tubo tem sete grupos de computadores. Estes, por sua vez, estão ligados aos computadores principais. O sistema de visualização de processos WinCC OA também da Siemens foi instalado tanto nos grupos de computadores e como nos computadores principais.
Toda a informação é transmitida para o sistema de gestão superior do túnel. A espinha dorsal do sistema nos dois Centros de Controlo do Túnel, localizados nas entradas Sul e Norte, é um sistema redundante de controlo do túnel e de tráfego ferroviário da Siemens. Este monitoriza e controla todas as instalações de toda a infraestrutura e a respetiva tecnologia ferroviária.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.