14 / Outubro / 2019

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Equipamentos ver todas os artigos desta secção

Vulcano lança gama de ar condicionado com classificação até A++

07 de Maio de 2013 por Lurdes Nto às 14:53:13

tamanho da letra:

Equipamentos

A Vulcano acaba de renovar a sua gama de ar condicionado, agora com classificação energética até A++, superando assim a normativa europeia de etiquetagem energética imposta para 2013.

De acordo com um comunicado emitido pela marca, “a nova gama de ar condicionado dispõe de uma tecnologia Inverter DC, que permite ao aparelho adaptar a sua capacidade para produzir frio ou calor, às necessidades da habitação”.
Com o objetivo de melhorar a eficiência energética na União Europeia, entrou em vigor, em janeiro de 2013, a nova normativa europeia ERP 2013 que incide sobre as instalações e equipamentos de ar condicionado. Esta normativa prevê, nomeadamente, a redução do consumo de energia e uma nova escala de classes de eficiência energética para equipamentos de ar condicionado de potência inferior a 12 kW.
Antecipando-se ao estabelecido nos regulamentos europeus, a Vulcano apresenta a sua gama de ar condicionado de classe energética até A++.

Maior nível de potência

Com duas aplicações de produto distintas, a Vulcano disponibiliza uma gama diversificada de unidades de ar condicionado adaptadas às especificidades de cada projeto e agora disponíveis também com maior nível de potência: a linha Mono-split (com uma potência desde 2,6 KW até 6,5 KW), onde se incluem as soluções Prime Inverter e Easy Inverter e a linha Multissplit (com unidades exteriores desde 2x1 até 5x1 em capacidades que vão desde o 5,3 KW aos 12,4 KW). Estas unidades exteriores podem ser combinadas com qualquer uma das unidades interiores Multissplit Prime da Vulcano - Mural, Chão-Teto, Cassete e Conduta. Todos os equipamentos permitem a seleção de cinco modos de funcionamento: automático, frio, calor, ventilador e desumidificação.
Recorde-se que a normativa europeia de etiquetagem energética está integrada nos objetivos 20-20-20 fixados pela União Europeia e que preconizam a redução de 20% nas emissões de CO2, o acréscimo de 20% nas energias renováveis e a redução de 20% no uso da energia primária até 2020.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.