15 / Dezembro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Materiais ver todas os artigos desta secção

Cortiça da Amorim Isolamentos reveste edifício de oração em Itália

21 de Maio de 2015 às 14:35:01

tamanho da letra:

Materiais

O aglomerado de cortiça expandido, da Amorim Isolamentos, é o elemento fulcral do novo espaço de oração dos peregrinos da Exposição do Santo Sudário, em Itália.

Construído junto à Catedral de Turim e denominado Penitenzieria, este edifício utiliza o aglomerado de cortiça expandido como solução técnica de isolamento térmico e acústico e também na sua fachada.
Penitenzieria é o resultado de uma parceria entre a Amorim Isolamentos, através da sua distribuidora em Itália, a Tecnosugheri. e a be-eco, uma start-up do Politécnico de Turim, e traduz um projeto de arquitetura sustentável, concebido para aquele que é um dos eventos que mobiliza um maior número de peregrinos a nível mundial. 
Na edição de 2015, está prevista a receção de  4 milhões de peregrinos, um número para a qual muito contribuirá a visita do Papa Francisco, no mês de junho. Finalizada a exposição, após 24 de junho, o edifício integrará o Festival de Arquitetura na Cidade 2015, organizado pela Associação dos Arquitetos da Fundação de Turim (FOAT).
Segundo o arquitecto A. Spinelli, responsável da start-up be-eco e membro da Comissão do Santo Sudário, a seleção do aglomerado de cortiça expandido assenta em motivações sustentáveis e opções técnicas. “Escolhemos a cortiça pelas suas características naturais, pelo ciclo de vida sustentável, que se inicia com um processo de produção com um reduzido consumo energético.” Acrescentando que “este é um material 100% reciclável e que, tecnicamente, apresenta um ótimo comportamento em termos de isolamento térmico e acústico, passível de estar no exterior de um edifício e com elevada durabilidade.”
Conforme explica em comunicado a Amorim Isolamentos, “o edifício Penitenzieria foi construído com uma estrutura de suporte feita de madeira laminada, isolada com aglomerado de cortiça expandido e revestida com elementos externos em OSB. A combinação destes elementos originou mesmo a patenteação do sistema  NaturWall®, da be-eco, um painel ventilado constituído por uma praticamente infinita variedade de painéis emparelhados, cuja composição assenta na cortiça (como isolamento térmico e acústico), a que se junta um layer laminado e um elemento decorativo”.         
O aglomerado de cortiça expandido, da Amorim Isolamentos, foi utilizado em três áreas diferentes: na cobertura do edifício com placas de 100 mm de espessura; na estrutura de madeira lateral com uma espessura de 60 milímetros; e no exterior com 40 milímetros, onde assenta a fachada ventilada. A entrada do edifício é revestida com MD Fachada, o elemento que visa  enfatizar a filosofia eco-sustentável que caracteriza todo o projeto.
O edifício está aberto ao público desde o início da Exposição do Santo Sudário, na Praça San Giovanni, em frente à Catedral, onde permanecerá até 24 de junho.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.