17 / Novembro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Materiais ver todas os artigos desta secção

Materiais Banema em projeto turístico 100% sustentável

26 de Novembro de 2014 às 16:44:30

tamanho da letra:

Materiais

As madeiras modificadas da Banema marcam presença no projeto de reabilitação de uma pequena aldeia turística, que está a desenvolver um sistema autossuficiente e sustentável com o objetivo de criar uma comunidade ecológica

O projeto é o Loural Village, situado na Serra do Açor, em Góis, no distrito de Coimbra, e as madeiras em causa são obtidas com recurso à ação do calor e sem adição de produtos químicos, respeitando assim o ambiente. “São materiais exclusivos provenientes de diversos países, das florestas sustentadas da Europa do Norte”, assegura em comunicado a empresa Banema que, a partir de Paredes, comercializa este produto.
“A reabilitação é uma área onde estamos a apostar, porque temos produtos exclusivos que, muitas vezes, nem os gabinetes de projeto e/ou os arquitetos conhecem”, explicou Joaquim Neves, administrador da Banema. “Este projeto representa para nós a aplicação perfeita das madeiras termo modificadas da Banema, uma vez que combinadas com o xisto, salienta o aspeto rústico das casas e faz com que haja uma harmonia da construção com a natureza, o que contribui para alcançar o objetivo de criação de um espaço para meditação”.
A aldeia em causa é constituída por nove estruturas edificadas, genericamente distribuídas por quatro tipologias funcionais, que variam entre habitações unifamiliares, currais, palheiros e um forno a lenha comunitário. Pretende-se transformar uma aldeia, há algum tempo desabitada, num centro internacional de meditação, que permita, para além do alojamento turístico, a realização de outras atividades relacionadas com essa temática.
A Banema está envolvida noutros projetos de reabilitação urbana, como é o caso do Centro Cívico do Estreito de Câmara de Lobos, o Parque Temático da Madeira, a nova fachada do Instituto Geográfico Português, entre outros.Foi a primeira empresa a trabalhar com as madeiras termo modificadas no mercado nacional, um produto cem por cento ecológico, e trouxe para o mercado português a madeira ThermoWood®, uma marca registrada pela Associação Internacional ThermoWood, que garante que este tipo de produto é produzido e comercializado por empresas que respeitam o ambiente. “Graças à sua maior durabilidade contra as intempéries, estes produtos são adequados para aplicações que envolvem condições meteorológicas exigentes”, salienta a empresa.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.