28 / Junho / 2022

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

JJTeixeira celebra 45 anos com ambições de expansão

21 de Junho de 2022 às 12:12:01

tamanho da letra:

Empresas

A JJTeixeira, empresa de Vila Nova de Gaia que produz soluções de carpintaria à medida, celebra o seu 45º aniversário com o lançamento de um filme tributo à madeira e uma nova identidade visual, e prepara investimentos na ordem dos 1,4 milhões de euros e uma expansão para três novas geografias.

A empresa, de génese familiar, teve início em 1977 com a paixão de João Teixeira pela arte de trabalhar a madeira, tendo criado a sua própria carpintaria em Vila Nova de Gaia – onde ainda hoje está sediada -, numa pequena oficina e sem grandes recursos. Iniciou a sua atividade com uma máquina universal e, em dois anos, tinha uma carpintaria industrial, mas sempre familiar. 
A nova geração da família trouxe à JJT a “modernidade necessária para assegurar o seu crescimento e visão de futuro, unindo a carpintaria à engenharia e à arquitetura, ao design e à arte, graças à sinergia entre a gestão e a força laboral de 244 colaboradores internos e mais de 400 externos”, refere-se em comunicado.
Foi com a introdução de uma linha de automatização da produção, em 2015, que a empresa transitou para uma indústria 4.0, com capacidade de produção diária de 2.000 peças, assegurando “mais eficiência, rigor e precisão em cada produto, através de novos processos construtivos inovadores que lhe confere um bom equilíbrio e uma boa performance”, acrescenta-se no mesmo documento.
Hoje, com uma produção de quase 430.000 peças por ano e de 1645.61m3 de madeira utilizada, a JJT prevê investir 1,4 milhões de euros no reforço da sua capacidade e na otimização dos seus recursos produtivos, como o sistema de aspiração, a racionalização energética e a transição verde.
No portefólio, a empresa conta com “milhares de projetos”, estando mais de 150 a decorrer atualmente em todo o mundo. Dos mais recentes, destacam-se o Prata Riverside, com Renzo Piano Arquitetos, o One Living e o Palacete Henrique Mendonça, ambos projetos dos Frederico Valsassina Arquitetos, o Mosteiro de Alcobaça, do Arquiteto Souto Moura, a Reabilitação do Mercado do Bolhão, da autoria do Arquiteto Nuno Valentim,  a Fundação Champalimaud, do Arquiteto João Nuno Laranjo, ou a Casa das Freiras e Casa da Bonança, com o Atelier Mário Martins, que recebeu Menção Honrosa nos Architecture Prize.

Faturação e exportações sempre em crescendo 

Sem impactos da pandemia nos volumes de faturação, a empresa alcançou em 2019 um total de 21,4 milhões de euros, cresceu para 24,2 milhões no ano seguinte, para 24,5 milhões já em 2021 e prevê crescer mais de 2 milhões até ao final de 2022. 
Também desde 2019 que o valor das exportações ascende, passando de 18% para 22%, atingindo os 24% no último ano. França, Angola, Costa de Marfim, Noruega e Reino Unido são os países que encabeçam os destinos onde mais incidem as vendas internacionais, estando a Bélgica, os EUA e os Camarões no topo das prioridades de expansão internacional para os próximos três anos.
Pela vulnerabilidade ambiental intrínseca à sua atividade, a empresa vê na sustentabilidade um dos seus mais importantes pilares. “Através do programa de replantação de árvores, a JJT pretende minimizar o seu impacto no meio ambiente, efetuando cálculos de medição da quantidade de madeira utilizada em cada projeto com vista à sua reposição, replantando árvores em território nacional, acrescendo uma taxa adicional ao preço final do produto”, destaca-se no comunicado acima mencionado. 
Para além deste novo programa, os desperdícios são aspirados através de um sistema transversal aos vários pavilhões da fábrica e reaproveitados para várias finalidades, como a criação de novos produtos, o aquecimento das instalações e a produção de pellets e briquetes. 25% da sua produção energética é proveniente de painéis solares instalados na fábrica.
Sendo a madeira um material escasso, atuam com base nas “certificações PEFC™ e FSC™, comprovando a gestão e o tratamento responsáveis da matéria-prima e auxiliando clientes a integrar uma cadeia de sustentabilidade desde a primeira fase do processo”.

45 anos de respeito pela madeira e uma identidade reforçada no mercado

A celebração dos 45 anos da empresa é marcada pelo rebranding da marca, que traduz o seu reposicionamento modernizado, e surge acompanhado por um filme tributo à madeira, que conta com depoimentos de diversas figuras renomadas da arquitetura portuguesa. “Wood Stories” é o nome do filme, realizado pela Building Pictures, que serve de tributo à madeira enquanto material natural, flexível, expressivo e quase intrínseco no projeto de arquitetura, e que conta com o apoio da Ordem dos Arquitectos Secção Regional Norte, da Faculdade de Arquitectura do Porto e da Casa da Arquitectura. 
O filme recolhe os testemunhos de oito gabinetes de arquitetura, numa reflexão entre o seu trabalho e o uso da madeira, na sua perspetiva e contexto de aplicação, de forma particular. Aires Mateus, Carrilho da Graça, Correia Ragazzi, Depa, Diogo Aguiar Studio, João Mendes Ribeiro, Menos é Mais e Oitoo são os arquitetos intervenientes, “que auxiliarão a estabelecer a ligação entre a arquitetura portuguesa e a madeira, e a enaltecer a carpintaria como uma arte complementar do trabalho do arquiteto, na qual a madeira é elemento de conforto, de versatilidade e de escolha sustentável e consciente”. 
Traduzindo a nova visão de futuro para a JJT assumida pela nova geração familiar, a marca apresenta ainda uma nova identidade visual, desenvolvida pela ivity, materializada “num novo logotipo, num posicionamento reforçado, numa nova assinatura e num rejuvenescimento dos diversos suportes e aplicações da imagem”.



Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.