16 / Abril / 2021

Sexta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Garcia Garcia constrói novo centro de investigação da FairJourney Biologics no Porto

05 de Abril de 2021 às 15:31:18

tamanho da letra:

Empresas

A empresa de biotecnologia FairJourney Biologics confiou à Garcia Garcia o processo integral do seu novo centro de investigação, no Porto. A construtora é responsável pelos projetos de arquitetura e engenharia, assim como pela execução da obra.

Com conclusão prevista para o mês de maio e uma área de construção de 8.100 m2, o projeto dita “a construção de um centro de investigação de referência mundial, na área das Ciências e da Biologia”, destaca-se em comunicado. Fundada em 2012, a FairJourney atua à escala global e presta serviços para um vasto número de empresas farmacêuticas, nomeadamente, ao nível da descoberta e desenvolvimento de anticorpos destinados ao tratamento de doenças.
 Entre as linhas de investigação desenvolvidas por esta biotecnológica constam por exemplo doenças oncológicas, cardiovasculares, autoimunes e algumas doenças raras. É composta por uma numerosa equipa de investigadores e cientistas, tendo como principais clientes alguns dos maiores laboratórios farmacêuticos internacionais, e é atualmente especialista mundial de referência na investigação de medicamentos com base em anticorpos.
 
Arquitetura arrojada e eficiência
 
O novo edifício fica localizado à face da Avenida AEP, uma das principais artérias de entrada na cidade do Porto. “Um dos aspetos diferenciadores deste projeto é a sua componente arquitetónica arrojada, que pautará a paisagem envolvente e contribuirá para renovar a linha urbana da entrada no Grande Porto. Esta marcante arquitetura teve como inspiração a identidade da Fairjourney Biologics”, acrescenta-se no referido comunicado.
 Com efeito, “o projeto de arquitetura desenvolveu toda a fachada do edifício com inspiração no anticorpo IgG1, uma das fontes do trabalho de investigação da biotecnológica portuense. Assim, foi concebida uma fachada irreverente, marcada pela imponência dos painéis pré-fabricados de betão branco tridimensionais, destacados por vários pontos de luz. Este projeto possibilitou à Garcia Garcia desenvolver e criar pormenores arquitetónicos relacionados com o core business do cliente, o que se traduziu num resultado final esteticamente singular”, explica a construtora.
O novo centro de investigação será composto por várias áreas funcionais, salientando-se desde logo os 140 laboratórios, o foyer, salas de reuniões e as áreas sociais. Em evidência estão ainda os vários pátios exteriores espalhados pelo edifício, que se destacam inclusive na fachada do edifício, permitindo descobrir pequenos espaços ajardinados. Um dos ex-libris do edifício é o pátio interior presente no rés-do-chão, o qual é possível contemplar nos vários ângulos do centro. Com um total de sete pisos, o edifício agregará três deles abaixo da cota da soleira e quatro acima. 
De realçar também que o edifício será equipado com um sistema de eficiência energética, através de produção de energia fotovoltaica, o que permite o aproveitamento da energia solar para reduzir o seu impacto ambiental. Foram ainda aplicadas soluções de pavimentação exterior permeáveis, cobrindo grande parte da área com relva. Outra premissa passou por manter as árvores que já existiam no local, tendo sido adotadas medidas de conservação e proteção das mesmas durante a execução da obra.
 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.