16 / Abril / 2021

Sexta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Certificação de produtos para exportação disparou em 2020

02 de Março de 2021 às 16:39:27

tamanho da letra:

Empresas

O ano de 2020 representou para a atividade de certificação um enorme desafio, com a necessidade de adaptação, quer dos organismos de certificação, quer das empresas, com vista à viabilização das ações de avaliação indispensáveis à manutenção dos certificados, ao qual a CERTIF - Associação para a Certificação de Produtos soube responder.

Sendo o seu core business a certificação de produtos e serviços, obrigando a um maior contacto com as empresas, a CERTIF conseguiu manter um elevado número de ações presenciais, tendo sido realizada a quase totalidade das ações de acompanhamento. 
“Tendo em conta os constrangimentos resultantes da situação, foi dada uma enfâse ainda maior à ligação aos clientes, respondendo a várias solicitações de certificações para apoio a exportações”, revela a Associação em comunicado. 
De entre a vasta a oferta de certificações, as principais áreas de atuação foram as seguintes:


A certificação de produtos (em conjugação com a Marcação CE) representou cerca de 77% do volume de negócios da Associação, o que lhe permite posicionar-se como líder nesta área. 
Apesar de 2020 não ter sido um ano de crescimento em novas áreas ou novos produtos, a atividade de certificação de produtos manteve-se, no entanto, ao nível do ano anterior, e, embora não registando uma entrada significativa de novos clientes, verificou-se uma grande dinâmica dos clientes atuais, com novos processos, destacando-se o setor elétrico, nas luminárias e, com maior relevo, nos cabos elétricos. Destinados à exportação, foram emitidos vários certificados CB para equipamentos elétricos, o que reforça o papel da CERTIF neste domínio. 
No setor dos produtos de construção também há a realçar a certificação de novas gamas de produtos para clientes atuais, com relevo para tubos metálicos, louça sanitária e telhas cerâmicas.
Uma grande parte destas certificações envolve produtos para exportação, continuando a CERTIF a desenvolver, em parceria com organismos estrangeiros, processos que se destinam somente à obtenção de certificações indispensáveis ao acesso a esses mercados.
Com 270 tipos diferentes de produtos certificados, incluídos em 56 esquemas de certificação, a evolução da contribuição dos vários setores foi a seguinte:


Embora não sendo uma certificação de produto, mas enquadrando-se nesta área, a CERTIF continuou a apostar na Marcação CE no âmbito do Regulamento dos Produtos de Construção, com a preocupação de prestar um serviço às empresas. De referir que, para muitas normas, a CERTIF é o único Organismo Notificado nacional e, na sua ausência, as empresas teriam de recorrer a outros organismos no estrangeiro.
A CERTIF tem clientes diretos em mais de 20 países, em 12 dos quais no âmbito da marcação CE, o que contribui para a obtenção no exterior de 34% do seu volume de negócios. A esse valor acrescem outros trabalhos que são faturados no País e, por isso, não incluídos neste total.

Certificação de serviços

A certificação do serviço de instalação, manutenção e assistência técnica de equipamentos fixos de refrigeração, ar condicionado e bombas de calor que contenham gases fluorados com efeito de estufa manteve a sua dinâmica de crescimento, tendo sido emitidos no ano em apreço 125 novos certificados. Mantêm-se válidos mais de 1.400 e vários processos encontram-se em curso.
Para além deste esquema, merece relevância o FER - Fim do Estatuto de Resíduo, para plástico recuperado, sucata de ferro, aço e alumínio, sucata de cobre e borracha derivada de pneus usados, onde a CERTIF tem trabalhado com a APA e com a associação do setor. Também aqui se notou uma procura por empresas que pretendem, desta forma, valorizar os resíduos que se destinam a exportação. 

Outras certificações

A atividade da CERTIF diversificou-se por várias certificações, com relevo para os sistemas de gestão, onde apresenta uma vantagem para clientes com certificação de produto ou serviço, e que podem beneficiar de uma oferta integrada.
De referir, igualmente, a certificação de processos em sistemas de controlo da produção de betão em centrais instaladas em barragens, bem como de processos de controlo de fabrico de empresas em Angola, que beneficiam da certificação conjunta CERTIF/IANORQ, fruto de acordo estabelecido.
A certificação de pessoas resulta de duas parcerias, com a ADENE e com o CTCV, que permitem a qualificação de auditores de sistemas de gestão da qualidade, ambiente e energia, bem como de técnicos em sistemas solares térmicos e instaladores de janelas Classe+.


Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.