27 / Maio / 2020

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Gabriel Couto constrói dois novos projetos imobiliários para investidor israelita

23 de Abril de 2020 às 10:47:33

tamanho da letra:

Empresas

O grupo israelita de promoção imobiliária TAGA-URBANIC pretende investir em Portugal cerca de 100 milhões de euros até 2023 e a Gabriel Couto foi a empresa selecionada para a construção de dois novos projetos imobiliários do grupo localizados no concelho do Porto: “João das Regras” e “Paraíso 49”.

O primeiro empreendimento imobiliário, localizado na Rua João das Regras, será composto por dois volumes, um dos quais em altura e o outro alongado, dando ambos lugar a 44 unidades habitacionais de tipologia T0 e duas de tipologia T1, numa organização de espaços residenciais de pequenas dimensões, apoiados e complementados por uma grande sala de estar de condomínio, espaço de lavandaria, amplo espaço no exterior comum e um espaço técnico de arrecadação.
“João das Regras” apresenta habitações de tipologias T0 e T1 concebidas para estudantes, empresários e/ou famílias. Os 44 estúdios (T0) deste projeto imobiliário possuem áreas que oscilam entre os 26 e os 30 metros quadrados, compostos por kitchenette, sala-quarto e wc, enquanto os T1 terão dimensões superiores, entre os 33 e os 55 metros quadrados. 
Estruturalmente, a fachada e a parede do lado poente do edifício existente na Rua João das Regras serão mantidas, sendo necessária particular atenção à sua preservação e consolidação, enquanto a nova estrutura não estiver funcional. Este empreendimento imobiliário irá manter a traça caraterística desta zona residencial, conjugando os dois volumes puros, reutilizando e recuperando os materiais existentes.

Paraíso 49: 18 apartamentos multifamiliares  

Quanto ao segundo empreendimento imobiliário, localizado na Rua do Paraíso, trata-se de um edifício de habitação multifamiliar, constituído por oito pisos, três subterrâneos, um rés-do-chão, três pisos superiores e ainda um recuado, que albergará um total de 18 apartamentos (um T0+1, nove T1, três T1+1, três T2 e dois T3). 
Inserido numa zona residencial de excelência da cidade do Porto, “será o resultado de um projeto de arquitetura arrojado e contemporâneo”. Ao nível dos diversos acabamentos, foram selecionados “materiais nobres de alta qualidade, que asseguram grande durabilidade e constância”, destaca-se em comunicado.
Mantendo também a traça característica desta zona residencial, será preservada a fachada existente do edifício original, sendo a mesma integrada na nova arquitetura. 
Este novo edifício de habitação multifamiliar enquadra-se no tipo de empreendimento para residência permanente, e não para o mercado de aluguer de curta duração, sendo garantido, por exemplo, lugares de estacionamento privados para todas as frações criadas e boa exposição solar. 
Para Daniel Costa, diretor Comercial do grupo Gabriel Couto, “a adjudicação destes dois novos empreendimentos imobiliários é um sinal inequívoco da confiança que os investidores, nacionais e estrangeiros, têm vindo a depositar na competência e capacidade técnicas e na qualidade do trabalho desenvolvido pela Gabriel Couto. Será com enorme empenho e determinação que trabalharemos em prol do sucesso das empreitadas, cumprimento dos objetivos propostos e dos padrões de qualidade expectáveis, esperando que estas duas novas empreitadas sejam as primeiras de muitos outros futuros projetos a executar pela Gabriel Couto para o grupo TAGA-URBANIC”.
Já para Asaf Baumer, Chief Operating Officer do grupo TAGA-URBANIC em Portugal, “como profissionais, o grupo está constantemente há procura (…) de parcerias prósperas e duradouras, e estamos entusiasmados com a oportunidade de desenvolver estes projetos com uma empresa de construção com 70 anos. A reputação e o profissionalismo do grupo Gabriel Couto foram mais que provados na última década, assegurando-nos que fizemos a escolha certa, de forma a fornecer aos nossos clientes a melhor qualidade existente, hoje, no mercado português”.

700 apartamentos reabilitados nos próximos cinco anos 

Refira-se que o grupo TAGA-URBANIC tem vindo a desenvolver projetos imobiliários e hoteleiros em outras cidades, nomeadamente em Londres, Berlim e Nova Iorque, e está a avaliar outros mercados. Contudo, “Portugal é, neste momento, a sua maior aposta a curto e médio prazo”, revela-se em comunicado.
Desde que chegou a Portugal, TAGA-URBANIC já efetivou mais de uma dezena de aquisições imobiliárias, entre terrenos para construir e imóveis para reabilitar, sendo que esta foi apenas a primeira ronda de investimentos do grupo no nosso país, adianta-se no referido comunicado, onde se acrescenta que “o seu objetivo é criar, nos próximos cinco anos, um portefólio de cerca de 700 apartamentos reabilitados, tanto no Porto como em Lisboa”.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.