15 / Julho / 2020

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Norfin investe 200 milhões na compra no projeto Metropolis

17 de Janeiro de 2020 às 14:02:10

tamanho da letra:

Empresas

A Norfin anunciou um investimento da ordem dos 200 milhões de euros na aquisição, à Multi Corporation, do projecto Metropolis, localizado nos terrenos do antigo estádio José de Alvalade, e que prevê a construção de quatro edifícios de escritórios, três de habitação e uma área comercial.

Para a sociedade gestora de investimentos imobiliários detida pelo Grupo Arrow Global, este é mais um projeto histórico, depois de outros emblemáticos como o Campus da Justiça, em Lisboa, ou o Prata Riverside Village, em Marvila, entre outros.
Em comunicado, a empresa explica que pretende “criar uma nova centralidade na área de Alvalade, trazendo a Lisboa mais 80.000 metros quadrados edificados”, localizados entre o atual estádio e o Pavilhão João Rocha. “Acreditamos que a localização, por estar à porta de um hub de transportes com duas linhas de metro, um terminal de autocarros, próxima da 2ª circular, do Eixo Norte-Sul e do aeroporto, será ideal para a expansão do CBD (Central Business District) e deverá capturar grande parte da enorme procura destinada aos escritórios classe-A, atualmente concentrada no Parque das Nações. O facto de ser um projeto integrado e planeado em conjunto vai maximizar as sinergias entre os escritórios, comércio e habitação, respeitando o que caracteriza a zona prime de Alvalade”, considera  André David Nunes, Chief Investment Officer da Arrow Portugal.
O “Metropolis”, adianta a Norfin, vai ser dividido em quatro edifícios de escritórios, com 37.600 metros quadrados, três de habitação, com 30.250 metros quadrados e mais de 200 apartamentos, e uma área comercial, com 11.100 metros quadrados. A construção deverá ser iniciada no final do ano.
Na operação a Norfin contou com a assessoria legal da MLGTS e Mayer Brown, da CBRE na parte comercial, da Ficope na vertente técnica e da EY na vertente financeira e fiscal. O processo de venda foi gerido pela JLL para a Multi Corporation.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.