25 / Maio / 2019

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Faturação da Garcia Garcia subiu 37% em 2018

30 de Abril de 2019 às 11:37:05

tamanho da letra:

Empresas

A Garcia Garcia fechou o ano de 2018 a faturar acima de 72,5 milhões de euros, registando, assim, um crescimento de 37% face ao ano anterior.

A empresa, que foi pelo terceiro ano consecutivo nomeada como “Melhor Construtora” para os Prémios Construir, categoria em que venceu em 2016, regista ganhos sucessivos desde 2010, mesmo atuando predominantemente em Portugal, país em que o setor da Construção viveu uma crise profunda entre 2008 e 2016, lê-se num comunicado emitido pela construtora nacional especializada em design and build de edifícios industriais, logísticos, residenciais e comerciais.
 Com um crescimento acumulado de 65% nos últimos dois anos, a Garcia Garcia arrancou com o seu processo de internacionalização no ano de 2017, tendo em 2018 construído uma fábrica para a Steep Plastique em Kenitra, Marrocos – quase uma réplica do projeto de design and build que a construtora concebeu para a multinacional francesa em Viana do Castelo – e recuperado e ampliado um hotel em Nouakchott, na Mauritânia.
A Garcia Garcia continua a apostar na diversificação do seu negócio, mas o setor industrial e logística, cuja aposta lhe permitiu passar pela crise na construção sempre com crescimento, representou 74% do seu volume de negócios em 2018. Projetos de design and build para empresas como Grupo ADI, Elis, SISMA, Bontaz, Steep Plastique ou a ampliação da Eurostyle, cuja primeira fase tinha já projetado e construído um ano antes, fazem parte de uma carteira de empreitadas em que predominou o investimento estrangeiro.
“Considerando que a Garcia Garcia intervém numa fase muito embrionária de grande parte dos seus projetos, participando em muitos casos na definição da localização, pode-se afirmar que a construtora contribuiu este ano para um investimento global de várias dezenas de milhões de euros e para a criação de centenas de postos de trabalho em Portugal”, conclui-se no referido comunicado. 
De salientar que cerca de 50% dos clientes da Garcia Garcia são estrangeiros, representando mais de 60% do volume de negócios da empresa. 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.