19 / Outubro / 2019

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

OYAK concretiza compra da Cimpor

18 de Janeiro de 2019 às 11:34:13

tamanho da letra:

Empresas

A OYAK (Ordu Yardımlaşma Kurumu) concluiu hoje a aquisição de todos os ativos que compõem as Unidades de Negócio da Cimpor em Portugal e em Cabo Verde, na sequência da aprovação do negócio pela Direção-Geral da Concorrência da Comissão Europeia, informa-se em comunicado.

A OYAK integrará no seu portefolio as três fábricas e as duas moagens de cimento, as 20 pedreiras e as 46 centrais de betão localizadas em Portugal e em Cabo Verde. A marca Cimpor vai manter-se intacta.
Suat Calbiyik, Diretor-Geral da OYAK Cement Group, afirma que “a aquisição da Cimpor tem o claro propósito de fazer da Cimpor novamente uma grande empresa, tendo em conta o conhecimento acumulado pelos seus colaboradores nos últimos 46 anos. Queremos posicionar-nos, em conjunto com a Cimpor, para sermos um dos principais players mundiais na indústria do cimento”, frisou.
Fundada em 1961 na Turquia, a OYAK é o primeiro e maior fundo de pensão ocupacional de segundo nível e o principal grupo holding com investimentos estratégicos em setores lucrativos e de crescimento continuado em diversas indústrias como cimento e betão, exploração mineira e metalurgia, automóvel, energia e químicos, agricultura, logística, finanças e alumina especializada. O grupo emprega atualmente cerca de 30 mil pessoas em 19 países e registou em 2017 um volume de negócios de 10,2 mil milhões de dólares (8,95 mil milhões de euros).
A OYAK conta com sete fábricas integradas de cimento, três moagens de cimento e 45 centrais de betão pronto localizadas na Turquia, com uma capacidade anual de produção de 12 milhões de toneladas.
Líder de mercado na Turquia, a OYAK é “uma referência no desenvolvimento de soluções inovadoras para a utilização de cimento orientadas por critérios de eficiência, criatividade e rentabilidade, bem como pela sua atuação sustentável e responsável em termos ambientais e comunitários”, salienta-se no referido comunicado.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.