23 / Fevereiro / 2019

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Gabriel Couto amplia instalações da Vieira de Castro

21 de Janeiro de 2019 às 12:27:06

tamanho da letra:

Empresas

A empresa Vieira de Castro escolheu novamente o grupo Gabriel Couto para a construção da ampliação do Armazém de Produto Acabado e Cais de Carga, um projeto que tem a assinatura do Atelier “Arqueuro – Gabinete de Arquitetura e Engenharia”.

Para Carlos Couto, CEO da Gabriel Couto, “este é mais um desafio aliciante e fundamental no crescimento de uma grande e histórica empresa famalicense, como é o caso da Vieira de Castro, que demonstra uma total confiança na nossa construtora, já que este é o segundo projeto de ampliação que nos é confiado à nossa responsabilidade, nos últimos anos.”
A empreitada em causa consiste na ampliação do Armazém de Produto Acabado e Cais de Carga. O armazém a ampliar vai ter uma estrutura em pórtico (pilares e vigas) em betão pré-fabricado, fachadas em painel arquitetónico em betão pré-fabricado, com a empena de fecho do topo, sobre o armazém existente, em estrutura metálica. A nova nave industrial terá um comprimento máximo de 84,65m e uma largura total de 36,15m, possuindo uma cércea de 15,90m, e totalizando uma área total de 3.004,80m2.
Faz ainda parte da empreitada a ampliação do pavilhão de expedição do produto acabado, estando prevista a construção de 10 novos cais de carga/descarga, com portões seccionados e plataforma móvel e respetivos foles de encosto e guias de pavimento. Este projeto de ampliação materializa-se por extensão do pavilhão existente, com o mesmo princípio e soluções construtivas, totalizando um aumento de área total na zona de expedição do produto acabado em cerca de 1.200,00 m2.
Está ainda prevista a intervenção ao nível da envolvente exterior, com a construção de diversos novos lugares de estacionamento de veículos ligeiros e pesados, assim como a intervenção ao nível dos arruamentos e passeios adjacentes aos novos edifícios. O espaço exterior destinado a espaços verdes também mereceu uma especial atenção.
Carlos Couto recorda que este projeto industrial representa «mais um desafio aliciante a ser alcançado num prazo muito exigente» e acrescenta que «o êxito obtido com as recentes construções de diversas unidades fabris, de Norte a Sul do País, constituem um motivo de orgulho e sinal de confiança que as empresas nacionais e grupos multinacionais têm vindo a depositar na competência técnica evidenciada na construção de grandes projetos industriais”.
A coordenação, gestão e fiscalização desta empreitada estará a cargo da empresa “IGM Project Management”.
A Vieira de Castro, fabricante português de bolachas, amêndoas e rebuçados, tem as suas unidades de produção na freguesia de Gavião, concelho de Vila Nova de Famalicão. Fundada em 1943, exporta para vários mercados em todo o mundo. A empresa minhota possui neste momento três fábricas em Portugal e produz cerca de 15 mil toneladas por ano, das quais exporta cerca de metade da sua produção para mais de 50 países, com os mercados do Brasil, Reino Unido, Angola, França, China, Japão e Finlândia a equivalerem a cerca de 30% do seu volume de negócios, o qual atingiu em 2018 um valor muito próximo dos 40 milhões de euros.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.