19 / Dezembro / 2018

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Predibisa cresce 50% em 2017

04 de Abril de 2018 às 11:50:34

tamanho da letra:

Empresas

A Predibisa, consultora imobiliária especializada no Norte do país, encerrou o ano de 2017 com um crescimento de 50% em relação ao ano transato e uma concretização de negócios de 150 milhões de euros.

“Cada vez mais presente no radar do mercado internacional, o Porto posiciona-se com uma zona muito atrativa para grandes transações imobiliárias. O aparecimento de produto imobiliário em consonância com a qualidade da oferta explica esta realidade. Mas se 2017 foi um ano notável também teve desafios e um deles passou pelo reforço da multidisciplinariedade da equipa Predibisa. Criámos o departamento de Avaliações e Consultoria para dar uma resposta mais abrangente aos clientes que pretendam obter maior certeza quanto ao valor do seu património, com um aconselhamento mais fundamentado”, refere em comunicado João Magalhães, diretor-geral da Predibisa.
De todas as áreas de negócio, o destaque vai para a vertente residencial, intrinsecamente ligada à promoção e à reabilitação urbana na Baixa do Porto, a qual registou um maior incremento, tendo mais que duplicado (125%) de 2016 para 2017. No entanto, também foram realizados negócios com clientes investidores que procuravam rendimentos na restauração, comércio, escritórios, hotelaria mas, em particular, no short-rental. Esta dinâmica de transações deveu-se em larga medida ao incremento do turismo e ao alojamento local.
2017 foi também um ano positivo para outros segmentos de negócio da Predibisa. A área de escritórios, por exemplo, consolidou-se em relação a 2016, reflexo da procura acentuada de empresas estrangeiras. “Fatores como o know-how tecnológico e desenvolvimento de software, a incidência de polos universitários na região, as boas acessibilidades e até a própria qualidade de vida, fazem do Porto uma boa alternativa para instalação destas empresas, face a outros mercados europeus, salienta a consultora em comunicado.
No que concerne à atividade de outras vertentes de negócio, como a indústria e logística e o comércio, “os desempenhos foram positivos, registando-se um significativo volume de transações, com bons retornos imobiliários”.
Também o segmento de capital market foi “sinónimo de intensidade nos negócios, com empresas estrangeiras a apostarem na compra de grandes ativos imobiliários numa base de rendimento garantido, sendo a região Norte ponto de atração ao investimento”.
Ao longo de 2017, o portefólio da Predibisa incorporou negócios como, no que diz respeito à comercialização de empreendimentos residenciais, o edifício Leica, na Rua Sá da Bandeira, as Casas Quinta da Vilarinha, o Essenza e as Casas das Buganvílias, junto à Avenida da Boavista, o empreendimento Flores 77, na Rua das Flores, e o Palácio dos Príncipes, em Cedofeita. Acrescem a colocação da Starbucks na Rua Mouzinho da Silveira e o projeto chave-na-mão da Predibisa com a Garcia, Garcia para a Nacex, entre outros.
A Predibisa prevê que este seja também um ano bastante favorável. “Estamos convictos que 2018 será um ano animador, pois vemos muita vontade de investimento no Porto e prova disso são os negócios que temos vindo a concretizar e aqueles que temos já em carteira. É notório que o Porto é apetecível para os investidores, sendo que já não se trata só de uma questão de estar na moda, pois tem vindo a crescer o número de multinacionais que elegem a cidade para se instalarem, em detrimento de outras cidades europeias. Acreditamos que o investimento estrangeiro, principalmente em short-rental, hotelaria e, inclusive, em residências para estudantes, sejam as tendências de 2018 no mercado imobiliário a Norte”, conclui João Magalhães.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.