16 / Novembro / 2018

Sexta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Siemens e Quadrante juntas na construção de subestação elétrica em Moçambique

02 de Abril de 2018 às 16:04:09

tamanho da letra:

Empresas

A Electricidade de Moçambique (EDM) entregou à Siemens a construção chave-na-mão de uma subestação elétrica em Moatize, na Província de Tete.

À empresa multinacional especializada, entre outras, na área da energia cabe o fornecimento e montagem de todo o equipamento de alta e média tensão, bem como a gestão do projeto em parceria com a Quadrante, empresa responsável pelo desenvolvimento da engenharia.
“A construção da subestação elétrica de Moatize, de 66/33kV, dará resposta ao aumento de potência necessário na província e irá beneficiar da produção de energia do carvão, proveniente das minas localizadas nas redondezas da infraestrutura”, informa-se em comunicado.
“Esta nova subestação está a ser construída ao abrigo do plano energético que a EDM traçou e irá possibilitar o abastecimento de energia elétrica aos habitantes das vilas circundantes da província de Tete, contribuindo para que a região se possa desenvolver do ponto de vista económico e social”, afirma Carlos Alberto Yum, administrador da EDM.
Com uma área de implantação de 800m2 e uma potência instalada de 50MVA, a subestação será alimentada por uma nova linha de alta tensão, que a ligará à Subestação da Vale.
“É motivo de grande orgulho para a Siemens continuar a merecer a confiança da EDM para projetos desta magnitude e com tanta importância para o aumento da qualidade de vida da população moçambicana. Continuamos empenhados em ajudar a garantir um futuro energético seguro, acessível e sustentável para Moçambique, contribuindo com soluções e tecnologias inovadoras”, afirma Rui Marques, Country Manager da Siemens em Moçambique.
Já para Nuno Martins, Senior Partner e responsável pela área de Indústria e Energia da Quadrante, “a nova subestação (…) vai responder às crescentes necessidades de energia naquela região que tem vindo a registar um aumento dos níveis de consumo, devido ao aumento da população a beneficiar de energia. Por outro lado, a produção de energia com carvão natural vai permitir que Moçambique crie alternativas à tradicional produção elétrica proveniente de recursos hídricos e, assim, diversificar as fontes de energia.”.
A subestação, já projetada, é constituída por um painel de linha de 66kV, que será alimentado por 66kV proveniente da Subestação de Matambo, um transformador de 66/33kV 50MVA e um conjunto de celas de média tensão de 33kV, que alimentarão as redes de média tensão da vila de Moatize. A construção e colocação em serviço desta instalação deverão ocorrer ainda em 2018.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.