21 / Maio / 2018

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Torres Kianda são o “Projeto do ano 2017” para a Reynaers

06 de Março de 2018 às 12:09:11

tamanho da letra:

Empresas

A distinção é feita pelo próprio grupo belga, que todos os anos elege o mais emblemático dos projetos com sistemas Reynaers em curso, à escala global.

As Torres Kianda constituem um dos grandes projetos a transformar a paisagem arquitetónica da baixa de Luanda (Angola) na atualidade. As duas torres já em construção localizam-se a poucos metros do Museu da Moeda, numa área de implementação de 10.000m2. Trata-se de um empreendimento de alto padrão, arquitetonicamente exigente, composto por um total de quatro torres de doze pisos. Vai acolher uma galeria comercial de 12.168 m², escritórios numa área de 95 mil m², um pátio ajardinado e um estacionamento coberto com capacidade para cerca de 350 viaturas. Os edifícios têm fachadas curvas, revestidas a vidro e betão polímero, a imitar pedra branca. A Reynaers Aluminium, especialista no desenvolvimento de soluções em alumínio para envolvente transparente dos edifícios e com presença em Portugal desde 2008, foi a parceira eleita pelo gabinete FA.A Arquitectos, pelas construtoras Edifer Angola e Griner, bem como pela Panservice, cujo investimento fez nascer o empreendimento.
Os sistemas Reynaers aplicados neste projeto foram, nas fachadas, o Concept Wall CW 65-EF, Sistema de Fachada Modular com máxima transparência, e o Sistema de Fachada Grampeada CW 50-SC, que possibilita maior liberdade criativa e máxima entrada de luz , e nas janelas, o Concept System CS 68-HV, Sistema de Janela de Folha Oculta.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.