27 / Maio / 2018

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Jungheinrich abre nova delegação Norte

29 de Janeiro de 2018 às 11:12:42

tamanho da letra:

Empresas

É em abril, três meses depois do seu 20.º aniversário em Portugal, que a Delegação Norte da Jungheinrich se muda para a Zona Industrial da Maia e reforça a sua aposta nacional com um espaço de 650 metros quadrados, mais 65% do que a área atual em Mindelo.

“Estas novas instalações permitem-nos consolidar a nossa oferta no mercado de aluguer e de usados, o que é crucial para os nossos clientes”, afirma Mark Wender, diretor geral da Jungheinrich Portugal, e explica: «agora vamos ter espaço extra no norte para stock e reduzir a dependência da sede em Mem Martins. Para além disso, vamos instalar uma plataforma elevatória para carregar e descarregar camiões e assim podemos preparar melhor frotas de aluguer». A nova delegação norte beneficia ainda de uma localização estratégica pelas infraestruturas e a proximidade do Aeroporto Internacional do Porto e do Porto de Leixões.
Em 2018 a Jungheinrich reforça também o investimento no online marketing para promover a loja online Jungheinrich PROFISHOP. A partir de janeiro, esta loja online tem à venda mais de 2.000 produtos, após um trimestre experimental com 200 artigos. A fase inicial serviu para otimizar os processos de encomenda, de planeamento e de fornecimento. «As nossas apostas refletem a importância da Jungheinrich Portugal no grupo. Uma vez que a nossa estratégia é de distribuição direta e somos uma multinacional com serviços, valores e padrões de qualidade elevados e comuns entre multinacionais, conquistamos a confiança dos clientes nos países onde atuamos», sublinha Mark Wender.
Ao longo destes 20 anos, a Jungheinrich tem feito investimentos que consolidam a sua presença em Portugal. Em 2015 inaugurou a sua nova sede em Mem Martins, com uma área de quatro mil metros quadrados e um investimento de 700 mil euros. Ao mesmo tempo, a multinacional alemã investe de forma consequente no alargamento da frota de aluguer e de usados, em novos equipamentos, na contratação de novos colaboradores e na especialização contínua dos seus quadros.
Atualmente, um em cada cinco empilhadores no mercado é amarelo. Ao colorir os armazéns e as fábricas, a Jungheinrich consegue um crescimento regular de dois dígitos e «estamos no bom caminho rumo à nossa meta 2020 que é um crescimento médio anual entre os 7 e os 8%», anuncia aquele responsável. Para 2018, a multinacional alemã prevê um crescimento de 10% para Portugal.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.