17 / Julho / 2018

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Gabriel Couto investe na reabilitação de excelência

06 de Julho de 2017 às 11:19:22

tamanho da letra:

Empresas

A requalificação do Museu Internacional de Escultura Contemporânea, em Santo Tirso, tal como a reabilitação do Convento do Carmo (construído em 1558), em Torres Novas, são alguns dos mais recentes trabalhos da Gabriel Couto e com os quais a construtora vai mantendo a atividade no mercado nacional, pese embora proclame a importância da atividade internacional do Setor e reclame a necessidade de investimento público em obras, sobretudo, na ferrovia e nos portos.

Sem descurar o alargamento de horizontes, ao ganhar concursos de África à América Latina, a Gabriel Couto reconhece, no entanto, o papel tecnicamente muito exigente que assume a reabilitação na sua estrutura empresarial. Carlos Couto, CEO desta construtora, garante que, apesar da coragem com que uma grande parte das empresas abordaram novos mercados, em particular em África, tal nunca poderá substituir a necessidade de um mercado de obras públicas em Portugal, exigente do ponto de vista da engenharia, em particular em setores onde existe ainda uma enorme carência, como o ferroviário e portuário.
O nicho de mercado da reabilitação é, porém, na opinião deste responsável, “muito importante para as construtoras nacionais, embora não substitua o investimento público como forma de resolver os problemas de que padece o setor da Construção em Portugal. «A reabilitação ajuda muito, mas é insuficiente», defende Carlos Couto.
É verdade que a reabilitação urbana é hoje uma parte significativa do volume de atividade para o setor da Construção. A Gabriel Couto não foge à regra e por isso tem estado muito empenhada na reabilitação e requalificação, quer na área da hotelaria, quer na residencial. Mas a construtora de Vila Nova de Famalicão tem ido mais além, apostando na reabilitação de excelência, nomeadamente em património cultural.
A sede do MIEC, um projeto de Álvaro Siza Vieira e Eduardo Souto Moura, e que se insere, junto com o Museu Municipal Abade Pedrosa num conjunto patrimonial designado por Mosteiro de S. Bento, imóvel classificado como Monumento Nacional, é um dos exemplos dessa aposta. A dificuldade maior deste projeto foi introduzir um corpo novo ligado ao antigo Museu Abade Pedrosa, ao qual o MIEC está funcionalmente ligado.
Era necessário um novo acesso e ter em conta a existência, em frente, de um jardim que dá para a cota superior da cidade. Havia ainda uma capela, herdada de uma quinta, e que ali estava isolada. Os arquitetos optaram por construir um corpo retangular e criaram um vértice de ligação ao convento. «A implantação foi feita cuidando de incluir na composição a capela, que estava perdida no terreno», recorda Siza Vieira.
Outra empreitada que demonstra o empenho por parte do departamento de engenharia da Gabriel Couto foi o êxito alcançado na reabilitação do Convento do Carmo (construído em 1558), em Torres Novas. A melhoria das condições de salvaguarda e valorização do Convento do Carmo, numa perspetiva de transmissão para o futuro dos bens culturais, de forma a manter a sua existência e assegurar a sua fruição com respeito pela sua identidade específica e pela integridade patrimonial, foi sem dúvida um grande desafio para a construtora, a quem a Câmara Municipal de Torres Novas confiou o projeto.
«O crescimento do fluxo de turistas no nosso País tem sido uma das principais alavancas para o crescimento do ritmo de projetos reabilitados e em execução», diz Carlos Couto, que adianta ainda que «a criação de alguns instrumentos de financiamento, em particular para obras de maior vulto, deu também uma ajuda significativa para a concretização de vários projetos».

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.