19 / Outubro / 2018

Sexta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Procesl e Soapro responsáveis pelo Plano de Bacia do Rio Cuanza

08 de Maio de 2017 às 13:56:11

tamanho da letra:

Empresas

A Procesl, empresa do Grupo Quadrante, em associação com a Soapro (empresa angolana), é responsável pela realização do Plano Geral de Desenvolvimento e Utilização de Recursos Hídricos da Bacia Hidrográfica do rio Cuanza (PGDURHBH Cuanza), com o objetivo de garantir a boa gestão dos usos da água nesta área.

A terceira consulta pública, que decorreu a 16 de março de 2017, foi o último passo até à consolidação do Plano que terminou em abril de 2017, 24 meses depois do início dos trabalhos.
O PGDURHBH do rio Cuanza tem como objetivo estabelecer as diretrizes principais para a gestão e planeamento dos recursos hídricos da bacia, no sentido de assegurar o abastecimento de água a toda a população, em condições adequadas, seja a nível da qualidade ou da quantidade. Enquadra-se num programa mais alargado de desenvolvimento do setor das Águas em Angola.
Os trabalhos consistiram, essencialmente, na identificação dos principais problemas e potencialidades da Bacia do rio Cuanza e prospetiva de evolução futura, por forma a sustentar as melhores medidas e ações a por em prática na gestão da bacia. Destacam-se atuações ao nível da prevenção e mitigação dos efeitos das cheias, assegurar a disponibilidade de água para os diferentes setores de atividade e preservar e recuperar a qualidade das águas.
Para José Vieira da Costa, senior partner da Procesl, “este projeto tem como intuito criar um instrumento de planeamento que permita apoiar no cumprimento dos objetivos para uma gestão eficiente dos recursos hídricos da bacia hidrográfica do rio Cuanza, que acreditamos que terá um grande impacto para o país”.
Em paralelo com a elaboração do Plano, decorreram dois processos fundamentais para o cumprimento dos objetivos estratégicos do Plano - a Avaliação Ambiental, que consiste num processo de avaliação da qualidade ambiental e dos efeitos decorrentes das alternativas de desenvolvimento, e a Participação da Comunidade, que decorreu ao longo das diferentes fases de elaboração do Plano.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.