26 / Maio / 2018

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Mota-Engil ganha obra de 228 milhões no México

28 de Outubro de 2016 às 10:20:45

tamanho da letra:

Empresas

A Mota-Engil, através da subsidiária Mota-Engil México, ganhou, em consórcio, o contrato de “Associação Público Privada Coatzacoalcos-Villahermosa”, cujo montante total é de 228 milhões de euros.

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), informa-se que a Mota-Engil México tem uma participação de 74% no consórcio que será responsável pela reabilitação, manutenção e operação de 130 km de autoestrada por um período de 10 anos, com início em dezembro de 2017.
A obra, adjudicada pela Secretaria Mexicana dos Transportes e Comunicações, junta-se a um conjunto de iniciativas que reforçam o peso dos mercados latino-americanos nas contas do Grupo.
Com efeito, também no México, a construtora portuguesa conseguiu o contrato de construção, operação e manutenção da Ponte de Veracruz no Estado de Veracruz, com um valor total de 90 milhões de euros, sendo a participação da Mota-Engil México de 100%. A empresa obteve ainda o direito e a obrigação – através da sua subsidiária Socieda Generadora Fénix (SGF) – de venda de 314,6 mil CEL1 (Certificados de Energia Limpa) por ano durante um período de 20 anos, com início em 2019.
No Peru, a Mota-Engil ganhou um contrato de construção que ascende a 21 milhões de euros e que visa o melhoramento no hospital de Huari. Este contrato, com um prazo de 18 meses, foi adjudicado no âmbito do sistema peruano de financiamento “Obras por impostos” que tem como objetivo promover o investimento em infraestruturas cruciais ao país.
Na Colômbia, a empresa liderada por Gonçalo Moura Martins conseguiu dois contratos de infraestruturas na cidade de Barranquilla num valor total de 41 milhões de euros. A empresa será responsável pela construção de um sistema de drenagem, assim como por trabalhos de proteção e de urbanização na orla fluvial do rio Magdalena.
Finalmente, no Paraguai, foi adjudicado ao consórcio no qual a Mota-Engil detém uma participação de 20% o projeto de desenho, financiamento, construção, manutenção e operação da duplicação e melhoramento das vias designadas “Ruta 2” e “Ruta 7”, que ligam a capital Asunción à segunda cidade do país, Ciudade del Este, numa extensão de 170 km. O valor total de construção é de cerca de 275 milhões de euros e o contrato de manutenção e exploração decorre durante um período de 30 anos.
“Estes contratos irão contribuir para um aumento de mais de 400 milhões de euros da carteira de encomendas na América Latina, reforçando assim a visibilidade e sustentabilidade da atividade de construção da Mota-Engil, garantindo igualmente, no leilão de energia e nas novas concessões rodoviárias no México e Paraguai, uma recorrência e estabilidade de receitas a longo prazo”, lê-se no referido comunicado.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.