21 / Outubro / 2018

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

CIN dá vida a murais de Nuno Saraiva

05 de Abril de 2016 às 11:40:52

tamanho da letra:

Empresas

A CIN volta a apoiar mais uma intervenção artística da Associação Renovar A Mouraria, que desta vez convidou o ilustrador Nuno Saraiva para a criação e direção artística de dois murais no centro histórico de Lisboa, um na Mouraria e outro em Alfama.

Os murais, pintados com tintas oferecidas pela CIN, podem agora ser vistos na Travessa da Mata, ao Correio-Velho na Mouraria, e na Rua Norberto Araújo, às Portas do Sol, em Alfama.
O projeto, promovido pela Junta de Freguesia de Santa Maria Maior em parceria com a Associação Renovar A Mouraria, insere-se na política de responsabilidade social preconizada pela CIN, que entende a renovação urbana e social das cidades como “construção identitária de uma comunidade”. “A importância que a cor tem no negócio da CIN revela-se, por exemplo, na sua capacidade de dar vida a um local, tornando-o num espaço de arte, cultura e vida”, afirma a empresa em comunicado.
O mural “Cavaleiros da Posta Real”, na Mouraria, ilustra uma sequência inspirada nos cavalos de Etienne-Jules Marey, fotógrafo do séc. XIX e um dos pioneiros do cinema de animação. O desenho inédito de Nuno Saraiva, com traços do género da ilustração, pretende recriar o reboliço que se vivia à volta do Palácio do Correio-Velho, com uma expedição de cavalos ao serviço da Mala-Posta Real. Embora partindo do movimento sequenciado de Etienne-Jules Marey, o desenho é inédito, com traços dentro do género da ilustração.
Em Alfama, o mural “História de Lisboa” representa, como o seu nome indica, a história da cidade de Lisboa, desde as suas origens passando pelos episódios mais relevantes, com desenhos inéditos de Nuno Saraiva na forma de banda desenhada, distribuídos como uma manta de retalhos muito colorida. Com uma narrativa escrita multilingue mas pouco elaborada, que privilegia a imagem gráfica, toda a investigação e interpretação históricas foram da responsabilidade do autor, sem atropelos ou incorreções históricas.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.