14 / Outubro / 2019

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

dst renováveis encaixa dois milhões em centrais fotovoltaicas

03 de Fevereiro de 2015 às 15:29:30

tamanho da letra:

Empresas

A dst renováveis é adjudicatária de mais de dois milhões de euros em obras na área da energia solar fotovoltaica, reforçando, assim, a sua posição nesta área em Portugal.

A adjudicação da construção de centrais de autoconsumo no Instituto de Emprego e Formação Profissional de Faro, na ALGAR, Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, e nas Estações de Tratamento de Água para Abastecimento Público de Tavira e Alcantarilha, Águas do Algarve, corresponderão à instalação de mais de 1.2 MW de potência instalada.
Ao longo de 2014, as empresas do grupo que operam no âmbito da energia solar fotovoltaica (dst solar e global sun), tiveram um volume de negócios superior a dez milhões de euros, “o que vem confirmar a aposta do grupo neste setor e na sua sustentabilidade futura. Aliás, o volume de investimentos fazem com a aposta na área das energias renováveis seja já central na atividade do grupo dst”, afirma a empresa em comunicado.
Para Raul Cunha, diretor-geral da dst renováveis, “a expectativa para 2015 passa pela duplicação do volume de negócios em função do novo dinamismo esperado para o setor, com a publicação do enquadramento legal relativo ao autoconsumo, que vem liberalizar o setor e permitir a livre concorrência entre a energia solar fotovoltaica e o mercado de distribuição de energia elétrica ao consumidor final.” O responsável da dst renováveis acredita que “vamos conseguir bater as formas convencionais de produção de energia e permitir ao cliente final adquirir energia elétrica, produzida com base em fontes renováveis, com poupança efetiva quando comparado com o mercado tradicional.” No universo do grupo dst, "a execução destes projetos vem afirmar a dst solar como uma das grandes empresas nacionais no setor solar, fruto da capacidade técnica de execução que o mercado reconhece", conclui Raul Cunha.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.