26 / Agosto / 2019

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Homologado Processo Especial de Revitalização da Ramos Catarino

16 de Julho de 2014 às 11:49:04

tamanho da letra:

Empresas

O Processo Especial de Revitalização (PER) apresentado no final do ano passado pela Ramos Catarino foi aprovado com os votos favoráveis de 85% dos credores e uma abstenção de 10%.

A Ramos Catarino, recorde-se, recorreu ao Processo Especial de Revitalização (PER) no passado dia 4 de dezembro, junto do Tribunal Judicial de Cantanhede, comarca onde a empresa tem a sua sede.
O presidente do Conselho de Administração da empresa, Vítor Catarino, esclareceu que esse passo foi dado com o objetivo de “reestruturar a empresa e acautelar os interesses dos seus clientes e fornecedores, mas também dos seus colaboradores”, e justificou que tal se ficou a dever à substancial redução do volume de obras e às dificuldades de acesso ao crédito por parte do setor da Construção.
O mesmo responsável sublinhou ainda que “a Ramos Catarino conseguiu resistir à gravíssima crise que afetou o Setor, não só pelo vasto conjunto de clientes que fidelizou, e para os quais tem continuado a concretizar obras, mas também graças à internacionalização para Espanha, França e Reino Unido que iniciou em 2007 e que tem vindo a intensificar-se”.
Em comunicado, a Ramos Catarino informa que “o PER seguiu os trâmites legais, tendo sido aprovado por mais de 85% dos votos (registando-se 10% de abstenções), o que significa que mereceu a aceitação da esmagadora maioria dos credores, incluindo os bancos BES, CGD, MG e BCP ».
O processo foi entretanto homologado pelo Tribunal Judicial de Cantanhede, tendo esta decisão já transitado em julgado, o que a torna definitiva.
A propósito, o presidente da Ramos Catarino sublinha que “este resultado reforça a confiança com que encaramos o futuro, pois é eloquente demonstração de que também os nossos credores acreditam na Ramos Catarino e no seu Plano Estratégico“.
No referido comunicado salienta-se que, ao longo deste processo, a Ramos Catarino não só prosseguiu com diversas empreitadas que tinha em curso, como ganhou muitas outras obras de considerável dimensão em diversos pontos do País, para além das que tem vindo a conquistar no estrangeiro.
Vítor Catarino fez questão de manifestar “a profunda gratidão da Ramos Catarino a todos quantos a apoiaram », afirmando que a empresa “está em condições de responder a todos os desafios, com a qualidade e rigor que sempre foram seu apanágio e com a garantia agora proporcionada pelos instrumentos financeiros que virão a ser colocados à sua disposição“.

 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.