19 / Novembro / 2019

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Grupo Lena lidera 17 empresas em projeto de internacionalização avaliado em 10 mil milhões de euros

14 de Abril de 2014 às 11:28:06

tamanho da letra:

Empresas

O Grupo Lena assinou um protocolo com um grupo de 17 empresas portuguesas de engenharia e construção, no âmbito de um objetivo de internacionalização que aponta para a construção de 200 mil fogos habitacionais em pelo menos seis países, até 2020, o que representa um volume de negócios superior a 10 mil milhões de euros.

O projeto visa a construção de grandes áreas residenciais em sistema “chave-na-mão” e inclui também a possibilidade de transferência de tecnologia e formação de trabalhadores locais. Permitirá ainda ao Grupo Lena e às empresas parceiras a entrada em novos mercados de África e América do Sul.Blocotelha, Electrofer, Portrisa, Socilva, SGCOIN, T.P.B. - Tecnologia em Pavimentos e Construção, J. Justino das Neves, Grupo Transfor, Vigobloco, Profial, Datamóvel, Recer, Metalocar, Nuno Roque Construções, CIP Construção, Têelgê – Transformação de Metais e Alexandrino Matias & Ca são as empresas subscritoras do protocolo, as quais representam, em conjunto, um volume de negócios superior a 150 milhões de euros e empregam cerca de 1.000 trabalhadores.
A rede de cooperação e desenvolvimento internacional “Casas para o Mundo” vai contribuir para o aumento das exportações portuguesas e para a internacionalização de dezenas de empresas. Trata-se de um projeto que nasce com a experiência internacional do Grupo Lena, que está já a permitir a construção de 12.500 apartamentos na Venezuela, bem como o acordo para a edificação de mais 37.500 fogos no mesmo país, mobilizando mais de 70 empresas portuguesas.
Joaquim Paulo Conceição, presidente da comissão executiva do Grupo Lena, salienta que esta é «uma oportunidade de excelência para a cooperação empresarial e um momento único de afirmação da engenharia portuguesa», através de «soluções inovadoras que fazem a diferença em mercados muito concorrenciais».
O projeto de cooperação internacional “Casas para o Mundo” «permitirá aumentar substancialmente a presença do Grupo Lena e dos seus parceiros em mercados externos, num processo de internacionalização consistente», sublinha o gestor.A assinatura da parceria decorreu no dia 11 de abril, na presença do vice-Primeiro-Ministro, Paulo Portas, que enalteceu o desempenho do Grupo Lena. “O Grupo Lena é o espelho vivo do trajeto exportador de Portugal, com um comportamento absolutamente extraordinário. Quarenta anos com uma sólida caminhada, um grupo que começou por ser regional e que hoje é internacional, que começou por ter uma dimensão mais pequena e hoje dá emprego, direto e indireto, a 5.000 pessoas. É hoje um grupo altamente focado nos mercados externos, não apenas a fazer negócio lá fora mas a participar no desenvolvimento dos outros países, e a conseguir avançar na internacionalização», referiu o governante.

 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.