22 / Outubro / 2019

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Grupo dst avança com obras de 3,8 milhões

19 de Novembro de 2013 às 11:55:46

tamanho da letra:

Empresas

O Grupo dst é a empresa responsável pela construção das novas instalações da primeira unidade comercial Brico Depot em Portugal, em Loures, e do novo Continente Modelo de Salvaterra de Magos, um investimento global acima de 3,8 milhões de euros.

Situada na Quinta Casal da Pipa, em Santo António dos Cavaleiros, a unidade a ser construída para o grupo espanhol Brico Depot é uma empreitada “chave-na mão”, com um valor superior a dois milhões de euros. Sob responsabilidade da dst e da Bysteel, uma das empresas do grupo,  serão desenvolvidos os trabalhos para a construção de uma estrutura mista, com fundações em betão armado, e uma superestrutura metálica. O piso térreo será diversificado por zonas, de acordo com a sua utilização.
O novo Continente Modelo em Salvaterra de Magos também terá a assinatura do Grupo dst, nomeadamente com as empresas dst, bysteeel e dte, encarregue da empreitada de construção civil, TIG e instalações elétricas. Com um custo próximo de 1,8 milhões de euros, é mais um trabalho “chave-na-mão” e compreende a edificação de uma estrutura mista em betão armado, assim como de toda a estrutura metálica.
Com um pavimento térreo diferenciado por espaço comercial, assim como um armazém com características diferentes de acordo com a sua utilização, o grupo dst tem ainda a seu cargo os revestimentos metálicos nas fachadas e coberturas do imóvel. A parte exterior será constituída por um parque de estacionamento e acessos à unidade comercial.
Em comunicado, José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do Grupo dst, afirma que “estas obras continuam a valorizar a empresa no mercado da construção em Portugal, fruto da vasta experiência que temos vindo a acumular na construção e montagem de negócios turn-key”. O mesmo responsável frisa ainda que “a solidez da dst tem sido determinante para enfrentar um mercado em acelerada mudança e que foi particularmente visado pela adversa conjuntura económica que o país atravessa”.
 

 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.