21 / Setembro / 2019

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

NVE constrói Pavilhão Desportivo em Vieira do Minho

03 de Julho de 2013 às 15:07:44

tamanho da letra:

Empresas

A NVE engenharias deu início à empreitada de construção do Pavilhão Polidesportivo da Zona de Ribeira-Cávado, promovida pela Câmara Municipal de Vieira do Minho.

A obra, localizada na freguesia Louredo e implantado num terreno nas imediações da Estrada Nacional 103, representa um investimento superior a 600 mil euros e tem um prazo contratual de 180 dias, embora a NVE esteja, conforme sublinha em comunicado, “empenhada em concluir a empreitada até ao final do mês de setembro de 2013, com o objectivo de possibilitar a inauguração do equipamento desportivo no início do ano letivo de 2013/2014”.
Aliando a optimização de custos e tempo de execução, bem como a própria expressão arquitetónica, na sua construção a NVE explica que irá recorrer ao uso de elementos em betão armado, contendo pilares, vigas, paredes autoportantes e lajes maciças e aligeiradas e também pilares e vigas em perfilado de ferro de secções correntes.

Principais características do projeto

“A eficiência energética e o contributo para a sustentabilidade ambiental mereceram especial atenção por parte do dono de obra e dos projetistas, fatores determinantes para a aposta da NVE neste projeto. Destaca-se o cuidado, quer com a implantação do edifício, organização e disposição dos volumes que o constituem face aos quadrantes solares, quer na escolha de isolamentos térmicos em pavimentos, paredes e coberturas. Adicionalmente, estão previstas paredes com maior massa superficial que consequentemente oferecem uma maior inércia térmica, reduzindo significativamente as necessidades de aquecimento e arrefecimento do edifício.
Finalmente, realce para a instalação de um sistema integrado de aquecimento de águas sanitárias composta por painéis coletores solares, reservatórios de dupla serpentina e caldeira a gás natural, integrando-se neste sistema, o subsistema de ventilação e renovação de ar assegurado por uma unidade de tratamento de ar de última geração, com reaproveitamento energético”, conclui a empresa com sede em Guimarães e que desenvolve a sua atividade maioritariamente na zona Norte do País.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.