11 / Dezembro / 2019

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

dst lidera consórcio responsável por obra de 25 milhões

27 de Junho de 2013 às 14:49:17

tamanho da letra:

Empresas

O consórcio liderado pela dst (Domingos da Silva Teixeira) lidera o consórcio que tem a seu cargo a construção do sistema de abastecimento de água em alta aos concelhos de Albergaria-a-Velha, Ílhavo, Aveiro, Oliveira do Bairro, Águeda e Estarreja.

A empreitada, que compreende a reabilitação e reforço da ETA do Carvoeiro e a implantação de todo o sistema de captação, implica a execução de 101.578 m de condutas de adução e água bruta, a construção de seis reservatórios de armazenamento de água potável e a Estação Elevatória do Beco. Em causa está um investimento superior a 25 milhões de euros, um dos maiores em curso este ano em Portugal no setor da hidráulica, designadamente no que concerne à execução de infraestruturas de água potável para abastecimento. A conclusão dos trabalhos está prevista para finais de julho de 2014.
O consórcio construtor tem a seu cargo a execução dos trabalhos de instalação de tubagens em FFD e PEAD, as estruturas em betão armado e as instalações elétricas e hidromecânicas.
A ampliação do Sistema Regional do Carvoeiro implica também o projeto de construção civil em todas as especialidades necessárias à execução dos trabalhos, com particular incidência para as soluções de Engenharia Hidráulica.
 
Especificidades do projeto

O projeto implica a execução de um “bypass” às duas condutas elevatórias de água bruta existentes, ficando fora de serviço os toros existentes que colidem com a execução das obras na nova ETA. Será ainda efetuado o reforço e reabilitação de furos e poços de captação de água subterrânea, uma nova captação de água superficial e estação elevatória associada e a implantação de uma conduta elevatória de água bruta de captação superficial, para alimentação das câmaras de mistura rápida da linha de tratamento na nova ETA. No que concerne à intervenção na ETA existente, o destaque vai para a alteração do traçado das atuais condutas de água bruta de furos e poços, a reabilitação dos silos de cal apagada em termos de estanquicidade e total ausência de humidade e o reforço do sistema de neutralização de fugas de cloro por soda cáustica. A obra compreende também a execução da plataforma e da via de acesso, incluindo os necessários muros de suporte, para a implantação de órgãos e edifícios da nova ETA.
No conjunto dos projetos em execução, encontra-se também envolvida a dte, empresa do grupo dst responsável pelas empreitadas elétricas e especialidades de instalações hidráulicas.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.