22 / Outubro / 2019

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Somague amplia e consolida atuação no Brasil com obras de 231 milhões

24 de Maio de 2013 por Lurdes Neto às 17:02:14

tamanho da letra:

Empresas

A Somague reforçou a sua presença no Brasil, mercado onde se encontra desde 1997, com a assinatura de dois novos contratos no valor global de cerca de 231 milhões de euros.

De acordo com informação divulgada pela construtora, o primeiro contrato, assinado com o Ministério da Integração do Brasil (MI), diz respeito ao Projeto de Integração do Rio São Francisco com bacias hidrográficas do nordeste setentrional. Este projeto tem como objetivo assegurar oferta de água a 12 milhões de habitantes de 390 municípios do Agreste e do Sertão dos estados de Pernambuco, Ceará, Paraíba e Rio Grande do Norte, implicando a execução de obras civis, instalação, montagem, comissionamento e testes das obras complementares das metas 1L e 2L daquele projeto.
Com um valor global de cerca de 176 milhões de euros, compreende as obras complementares necessárias à conclusão dos trechos existentes, de modo a proporcionar a operação do sistema (formado por canais, barragens e estações de bombeamento). Os principais trabalhos serão a construção de 54 km de canal em betão, três barragens, seis estações de bombagem e respetivas subestações, incluindo montagens eletromecânicas, estruturas de controlo e tomada de água, galerias e aqueduto em betão, montagem de tubulações aço carbono. O consórcio adjudicatário é formado pela Somague (50%) e pela SA Paulista (50%).

Novo contrato com o metropolitano de S. Paulo

O segundo contrato, assinado com a Companhia do Metropolitano de São Paulo – METRÔ, reporta-se à empreitada do Lote 1 da Linha 15 do Metro de S. Paulo. Integra a construção de quatro estações – S. Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstoi, Vila União -, e tem um prazo de execução de 20 meses. Todas as estações são elevadas, com alturas que variam entre os 12 e os 15 m, dispondo de uma plataforma com 90 m de extensão e sendo constituídas maioritariamente por estruturas pré-moldadas de betão e cobertura metálica.
O Metrô de S. Paulo tem em curso um vasto programa de expansão das suas linhas, nomeadamente da Linha 15 – Prata, onde o Lote 1, agora adjudicado ao consórcio da Somague, se integra. Para além da Somague (35%), integram o consórcio a SA Paulista (35%) e a Benito Roggio e Hijos SA (30%), sendo o valor do contrato de, aproximadamente, 55 milhões de euros.
Recorde-se que Somague já se encontra envolvida na construção do Interface de Vila Prudente, também para a Companhia do Metropolitano de São Paulo – METRÔ, obra que contempla a construção de um terminal de autocarros, da estação de Vila Prudente, do sistema de monotrilho de SP, a sua ligação à estação de metro já existente, respetivo edifício técnico e urbanização exterior.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.