20 / Novembro / 2019

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Efapel aposta em mercados fora da zona euro

15 de Maio de 2013 por Lurdes Neto às 14:27:38

tamanho da letra:

Empresas

A Efapel espera compensar os efeitos negativos decorrentes da crise económica no mercado interno, designadamente no setor da Construção Civil, com o aumento das exportações.

Depois da faturação de 26,1 milhões de euros, em 2012, a empresa estima registar, no corrente ano, um crescimento negativo de cinco pontos percentuais. Contudo, para colmatar esta quebra, a Efapel orientou, em 2013, a sua atenção e produtos para zonas como a Europa de Leste, o Médio Oriente, a Ásia Central e o Norte da Europa, dando assim continuidade à sua estratégia de expansão externa. Neste momento são já 53 os países para os quais o fabricante nacional de aparelhagem elétrica de baixa tensão exporta, sendo de realçar o aumento de 20% verificado em 2012 nas vendas para o exterior e que contribuíram para mais de 30% da faturação global.

...e investe cinco milhões em novos produtos

O lançamento de novos produtos é outro dos trunfos da Efapel em 2013, área onde tenciona investir, ao longo do exercício, cinco milhões de euros.
Apesar da conjuntura desfavorável, a empresa de Serpins continuará a registar a maior parte da sua faturação em Portugal, onde espera prosseguir o aumento da sua quota de mercado, à semelhança do que tem sucedido nos últimos anos.
Só este ano, a empresa pretende marcar presença em eventos internacionais como o Middle East Electricy (Dubai), a Facim (Maputo) e a Constrói Angola (Luanda), mas também na Concreta, em Portugal, entre outras atividades, com o objetivo de “globalizar ainda mais a (...) a marca e conquistar prestígio junto de novos mercados e potenciais clientes”.
De resto, a Efapel tenciona manter uma política de investimento contínuo em Investigação, Desenvolvimento e Inovação, área a que destina a verba de 790.000 euros, contratar 12 colaboradores para a área de produção e investir 41.000 euros em formação.
A aposta no patrocínio à equipa de futebol da Académica de Coimbra (vencedora da Taça de Portugal em 2011/2012) e à equipa de ciclismo EFAPEL/Glassdrive (vencedora da Volta a Portugal em Bicicleta 2012) vai também manter-se.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.