22 / Setembro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Lucios arranca em Moçambique e estuda entrada em França

01 de Agosto de 2012 por Lurdes Neto às 17:30:20

tamanho da letra:

Empresas

A construtora Lucios anunciou a entrada em Moçambique para assinalar a sua estreia nos mercados internacionais.

A incursão vai implicar um investimento de 3,3 milhões de euros, no prazo de cinco anos, que devem gerar, espera a empresa, um volume de negócios próximo dos 100 milhões ao longo do mesmo período.
O início da atividade da ‘Lucios Moçambique’ está marcado para setembro, altura em que a construtora vai arrancar com a primeira fase da construção do ‘Maputobay’, um condomínio privado com uma implantação de cerca de 15 mil m2, com vista para a baía de Maputo.
Segundo explica Tiago Faria, International Business Manager da Lucios, “foi uma oportunidade de negócio que desencadeou um estudo sobre Moçambique, do qual concluímos, entre outros fatores, que o forte investimento das mineiras na exploração do carvão e o crescimento do PIB real traduz, por si só, um mercado próspero e duradouro no setor da construção”.

Faturação de 10 milhões no primeiro ano

O mesmo responsável acrescenta que a entrada no país africano, onde a empresa estima faturar 10 milhões de euros no primeiro ano de atividade, poderá ser apenas o primeiro passo de um processo de internacionalização mais amplo, uma vez que outros mercados estão a ser equacionados.
“Estamos a estudar a possibilidade de entrar noutros países, entre os quais França”, revela Tiago Faria, acrescentando ainda que, “face à crise que o setor da Construção atravessa em Portugal, a internacionalização da Lucios não é só uma precaução para o futuro, mas também um modus operandi para a empresa (...) continuar a crescer de forma sustentada e equilibrada”.
O segmento da reabilitação, que tem hoje um peso de 60% na faturação global da Lucios, continuará a ser uma aposta da empresa em qualquer mercado em que se encontre.
Embora não tenha recorrido a parceiros para iniciar a atividade em Moçambique, a Lucios equaciona vir a fazê-lo em próximos projetos.  
Refira-se que a Lucios registou, em 2011, um volume de negócios de 53 milhões de euros, prevendo realizar um valor semelhante em 2012.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.