22 / Setembro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Empresas ver todas os artigos desta secção

Lucios prevê encaixe de 14 milhões com o “Passeio das Cardosas”

20 de Julho de 2012 por Lurdes Neto às 12:17:58

tamanho da letra:

Empresas

A Lucios prevê encaixar 14 milhões de euros com a comercialização dos imóveis para habitação e comércio que integram o ‘Passeio das Cardosas’, empreendimento situado na baixa do Porto e que constitui a maior obra de reabilitação urbana realizada até à data na zona.

O projeto contempla uma oferta imobiliária composta por 52 apartamentos de luxo, de tipologias que variam entre o T0 e T2, e 19 lojas, resultantes da reabilitação de 22 edifícios.
Com cerca de 50% das lojas e oito apartamentos já colocados na altura da apresentação pública do projecto, há cerca de duas semanas, Filipe Azevedo, administrador da Lucios, acredita, apesar da conjuntura económica desfavorável, que as restantes lojas estejam comercializadas em menos de dois anos e a totalidade dos apartamentos em cerca de três anos.

Arrendamento é o destino final dos imóveis

Tanto no caso dos apartamentos, como no da maioria das lojas já transacionadas, os negócios foram concretizados junto de investidores privados, que adquiriram os imóveis com a finalidade de os vir a arrendar, uma situação que Filipe Azevedo não estranha. “É um sinal dos tempos que vivemos e uma tendência que se irá acentuar, pois as dificuldades no acesso ao crédito e a falta de disponibilidade financeira conduz à retração dos particulares, sendo natural que surjam grupos de investidores a adquirir os espaços, para posterior arrendamento dos mesmos”, refere o responsável da Lucios.
 
Públicos alvo

No caso das habitações, cujo preço por m2 ronda os 2.000 euros, a estratégia para a colocação dos imóveis terá como público-alvo famílias de rendimentos médios, casais jovens e sem filhos, casais seniores, profissionais liberais e turistas que pensem numa segunda residência.
Quanto aos espaços destinados ao comércio, a estratégia de vendas passa por atrair lojas âncora para dinamizar a ‘Praça das Cardosas’ que se encontra no interior do quarteirão, objetivo este que já está, em parte, assegurado. 
 
Parceria com a “PortoVivo”

Uma percentagem do valor total da venda dos imóveis do ‘Passeio das Cardosas’ será entregue à ‘Sociedade de Reabilitação Urbana - Porto Vivo’, como contrapartida pelo valor dos prédios intervencionados.
No âmbito do contrato celebrado pela Lucios com a ‘Porto Vivo’, a construtora criou um fundo, designado ‘First Oporto Urban Regeneration Fund’ (Four Fund), que tomou a sua posição, passando a desempenhar o papel de dono de obra e parceiro da ‘Porto Vivo’ no projeto.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.