23 / Junho / 2024

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Linha de Apoio ao Aumento dos Custos de Produção financia empresas com 50 mil a 2,5 milhões de euros

12 de Janeiro de 2023 às 09:23:39

tamanho da letra:

Notícias

O Banco Português de Fomento (BPF) disponibilizou no início deste ano uma nova medida de apoio às empresas para combater o aumento dos preços da energia e mitigar os efeitos da inflação.

Trata-se da Linha de Apoio ao Aumento dos Custos de Produção, destinada a apoiar as empresas especialmente afetadas pelo aumento acentuado dos custos energéticos e das matérias-primas, bem como pelas perturbações nas cadeias de abastecimento, incluindo as empresas do setor da Construção. 

Gerida pelo Banco Português de Fomento, com a parceria das instituições de crédito aderentes e das sociedades de garantia mútua (SGM),  esta Linha de garantias tem uma dotação global de 600 milhões de euros e visa micro, pequenas e médias empresas (PME), small mid cap, mid cap, e grandes empresas, com atividade principal enquadrável, desenvolvida em território nacional, e que tenham, entre outros requisitos, registado um dos seguintes impactos financeiros: aumento relevante do peso de custos energéticos, ou aumento do peso de custo das mercadorias vendidas e das matérias consumidas, ou ainda aumento significativo das necessidades de fundo de maneio.
As operações de crédito a celebrar no âmbito da referida Linha de Apoio destinam-se ao reforço de fundo de maneio, através de empréstimos de curto, médio e longo prazo (até 8 anos, após a contratação, com 12 meses de carência de capital) e beneficiam de garantia prestada pelas Sociedades de Garantia Mútua, destinada a garantir até 70% do capital em dívida, a cada momento. Por sua vez, as garantias emitidas pelas SGM beneficiam de uma contragarantia de 80% do Fundo de Contragarantia Mútuo, gerido pelo BPF.
As empresas podem financiar-se até um máximo de 50 mil euros (microempresas), 750 mil euros (pequenas empresas), ou 2,5 milhões de euros (médias empresas, small mid caps, mid caps e grandes empresas), sendo que o montante do financiamento não pode ultrapassar o maior valor entre 25% do volume de negócios, ou 50% dos custos energéticos, ambos medidos em termos médios, face ao verificado nos últimos três exercícios.

Para mais informações sobre a Linha de Apoio ao Aumento dos Custos de Produção consulte o respetivo documento de divulgação.





Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.