03 / Dezembro / 2021

Sexta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Assinados contratos PRR no valor de 6,35 milhões para intervenções em equipamentos culturais de Lamego e Braga

23 de Novembro de 2021 às 09:24:59

tamanho da letra:

Notícias

O Ministério da Cultura assinou esta semana com os municípios de Lamego e de Braga diversos contratos interadministrativos de cooperação para as intervenções previstas no Museu de Lamego, em Lamego, e no Museu dos Biscainhos, no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa e no Mosteiro de São Martinho de Tibães, em Braga, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Refira-se que o PRR compreende uma componente exclusivamente dedicada à Cultura, com um valor global que ascende aos 243 milhões de euros. Deste investimento, 150 milhões de euros destinam-se à valorização, salvaguarda e dinamização do Património Cultural e 93 milhões de euros serão afetos à Transição Digital das Redes Culturais para a modernização tecnológica e digitalização de artes, literatura e património. 
Neste âmbito, em Lamego, foi assinado um contratos interadministrativo de cooperação que abrange a realização da empreitada no Museu de Lamego, num investimento total de cerca de 1,2 milhões de euros, e que compreende a renovação das condições infraestruturais do museu, com a reabilitação de coberturas e fachadas, instalação de sistema de climatização e revisão de equipamentos elétricos, telecomunicações e segurança, arranjos exteriores e melhoria efetiva das condições de acessibilidade de todo o equipamento, além da instalação da rede wifi. A obra deverá arrancar no primeiro trimestre de 2023 e estar concluída até março de 2024.
Em Braga, por seu turno, foram assinados contratos entre o Ministério da Cultura e o Município para as intervenções no Museu dos Biscainhos, no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa e no Mosteiro de São Martinho de Tibães.
Para o Museu dos Biscainhos está previsto um investimento total na ordem de 1,3 milhões de euros, que prevê a reabilitação de fachadas, a melhoria das condições de acessibilidade e a instalação de wifi neste equipamento cultural. A obra no Museu inclui também a beneficiação de coberturas e de sistemas de drenagem pluvial, assim como o restauro e a conservação do Jardim Histórico, que constitui um espaço verde no centro da cidade de reconhecido valor patrimonial. A empreitada está prevista começar no primeiro trimestre de 2023 e ficar terminada até ao final do primeiro trimestre de 2024.
A intervenção no Museu de Arqueologia D. Diogo de Sousa contempla obras diversas de conservação interior, assim como a revisão de condições ambientais da área expositiva e da infraestrutura elétrica. A obra, que deverá arrancar no primeiro trimestre de 2023 e estar finalizada no primeiro trimestre de 2024, está orçada em cerca de 650 mil euros e inclui também o acesso do Museu à rede wifi.
Ainda em Braga, serão concretizadas obras no Mosteiro de São Martinho de Tibães, com calendário previsto de arranque no segundo trimestre de 2023 e conclusão no final de 2024.  A intervenção, no valor de 3,2 milhões de euros, inclui a igreja, a cerca monástica e o jardim histórico, com obras de conservação e restauro, beneficiação de fachadas, coberturas e sistemas de drenagem pluvial, assim como revisão de equipamentos e instalações técnicas e de rede wifi.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.