31 / Outubro / 2020

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Lisboa e Porto perdem 2.900 fogos de alojamento local

24 de Setembro de 2020 às 16:12:17

tamanho da letra:

Notícias

O universo de apartamentos T0 e T1 ativos no Alojamento Local (AL) sofreu uma queda expressiva, quer em Lisboa, quer no Porto, observando-se a saída de atividade de 2.900 fogos no conjunto das duas cidades em junho de 2020, face a igual mês do ano passado.

Os dados são do SIR-Alojamento Local e foram apurados pela Confidencial Imobiliário, considerando os apartamentos de tipologia T0 e T1 com registo de AL listados nas plataformas de reserva e que exibem atividade de vendas e ocupação regulares.
Em Lisboa, contabilizavam-se menos 1.744 apartamentos T0 e T1 ativos entre os dois meses, comparando-se um universo de 3.468 fogos, em junho deste ano, com um de 5.212, em junho de 2019. 
Na capital, as freguesias da Misericórdia e de Santa Maria Maior, em pleno centro histórico, foram as que mais contribuíram para esta perda, retirando do circuito, respetivamente, 435 e 388 apartamentos. Destaca-se também S. Vicente, outra freguesia que integra o centro histórico, com uma perda de 182 apartamentos, além de Santo António, onde existem menos 196 alojamentos locais ativos.
No Porto, estão ativos menos 1.158 apartamentos T0 e T1 no circuito de AL no espaço de um ano, com a oferta atual ativa na cidade a ascender a 2.536 fogos. Em junho de 2019, esse universo era de 3.694 apartamentos. Dos apartamentos retirados de atividade, 853 situam-se na União de Freguesias do Centro Histórico, território onde estão atualmente ativos 2.066 apartamentos. 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.