27 / Maio / 2020

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Rede Cais do Tejo reabilita treze pontos de acostagem

09 de Janeiro de 2020 às 16:42:32

tamanho da letra:

Notícias

A Câmara Municipal de Lisboa e a Associação Turismo de Lisboa (ATL) vão reabilitar um conjunto de pontões ao longo das duas margens do Tejo.

O projeto, apresentado no dia 8 de janeiro, na Gare de Alcântara, pretende “complementar a oferta do transporte fluvial na Área Metropolitana”, lê-se no site da autarquia da capital. 
A concretização do programa, a cargo da ATL, prevê a instalação e reabilitação de treze cais de acostagem, e tem como ponto central a Estação Fluvial Sul e Sueste. 
Além do novo Cais de Lisboa, haverá quatro cais principais: Belém, Parque das Nações, Montijo e Cacilhas (Almada). O Cais da Matinha, com um projeto especial, é um dos cais complementares, a que se juntam o Cais do Gás e Alcântara, em Lisboa, e Ginjal, Trafaria, Porto Brandão, Seixal e Barreiro, na margem sul.
“A estratégia municipal, de aproximação da cidade ao Rio Tejo, pretende, ainda, ser um complemento da rede atual do transporte público, abrindo caminho a novas soluções como o táxi-barco”, explica-se em notícia publicada no site da CML. 
Nos termos do protocolo celebrado com a autarquia, a ATL terá que apresentar, até ao final do primeiro trimestre, uma proposta para concretização do projeto, que inclui um plano de negócios e uma proposta de financiamento e calendarização.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.