20 / Novembro / 2019

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Assinado auto de consignação do novo troço ferroviário Alandroal-Elvas

04 de Novembro de 2019 às 10:04:19

tamanho da letra:

Notícias

O auto de consignação da empreitada de construção do novo troço ferroviário entre o Alandroal e Elvas (ligação à Linha do Leste) foi assinado no início da semana, pela IP, Infraestruturas de Portugal e pelo consórcio Sacyr Somague/Sacyr Infraestructuras.

A cerimónia de assinatura decorreu nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Elvas, com a presença do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, e do conselho de Administração da IP, Infraestruturas de Portugal, onde foi apresentado o Corredor Internacional Sul, a que se seguiu uma visita à obra, numa viagem no troço Elvas/Caia, que terminou na Estação de Elvas.
O novo troço, com 38,5 quilómetros, integra o futuro Corredor Internacional Sul, desenvolvido no âmbito do Programa Ferrovia 2020, e representa um investimento de 130,5 milhões de euros, que será objeto de apoio da União Europeia através do programa Connecting Europe Facility (CEF), ao abrigo de contratos de cofinanciamento com comparticipações que variam entre 40 e 50%.
A obra, que tem um prazo de execução de 28 meses, foi contratada ao consórcio Sacyr Somague/Sacyr Infraestructuras e contempla, entre outros, a execução dos seguintes trabalhos: construção de infraestrutura de via-férrea, incluindo terraplenagem, sistema de drenagem; criação de uma estação técnica; construção de 13 novas pontes e viadutos ferroviários; construção de 26 obras de arte correntes para a criação de desnivelamentos rodoviários; execução de caminhos paralelos e caminhos de acesso e emergência contíguo; vedação do canal ferroviário; e trabalhos preparatórios para a colocação de sistemas de retorno de corrente de tração e terras de proteção (RCT+TP), telecomunicações, catenária e sinalização.
A nova Linha de Évora, recorde-se, terá uma extensão total de cerca de 100 quilómetros, 80 dos quais de construção nova, em via única Eletrificada (25 kV-50 Hz) sobre plataforma para via dupla, balastrada com carril UIC60 e travessa de betão polivalente (preparada para receber a bitola europeia)”, explica-se no site do dono da obra, a Infraestruturas de Portugal.
Ao longo do troço serão construídas 52 passagens superiores e inferiores à via férrea, 29 pontes e viadutos ferroviários e 3 estações técnicas. A Linha é constituída pelos subtroços Évora Norte/Freixo, com 20,5 quilómetros de extensão, Freixo/Alandroal, com 20,5 quilómetros, e Alandroal/Elvas (ligação à Linha do Leste) com 38,5 quilómetros.
A construção desta nova plataforma ferroviária constituirá a maior extensão de caminho-de-ferro construída há mais de um século em Portugal e representa um investimento de cerca de 500 milhões de euros, comparticipado por fundos europeus.


Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.