23 / Outubro / 2019

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Predibisa responsável pela comercialização de edifício premium no Porto

19 de Setembro de 2019 às 16:30:54

tamanho da letra:

Notícias

Park Avenue, edifício premium localizado no Porto e cujo nome evoca a famosa artéria de Nova Iorque com o mesmo nome, é um dos mais recentes empreendimentos em comercialização pela Predibisa.

O novo ativo, cujas obras de construção terão início no último trimestre de 2019, pelas mãos da construtora Alberto Couto Alves, e que estará concluído no final de 2021, é composto por 24 apartamentos, com tipologias entre o T1 e T4+1, e tem como promotor a ODD – Real Estate Development Lda, empresa associada ao Grupo ACA -Alberto Couto Alves. O projeto tem a assinatura do arquiteto José Carlos Cruz, autor de edifícios emblemáticos como a sede da EDP, no Porto, “este edifício reúne o melhor de dois mundos, aliando as mais recentes tecnologias da domótica ao contacto com a natureza do Parque da Cidade”, lê-se em comunicado. 
Composto por um rés-do-chão, a que se juntam quatro pisos e um recuado, o Park Avenue oferece, “em plena cidade do Porto, (…) jardins privativos, varandas espaçosas e terraços em apartamentos com áreas entre os 59 m2 e os 418 m2 de área habitável. Os apartamentos incluem garagens em box fechada distribuídas por dois pisos de cave”, revela a Predibisa no referido comunicado.
A qualidade da construção é evidenciada desde a componente estrutural, ao cuidado com as soluções construtivas adotadas, bem como no domínio dos revestimentos, onde o resultado final advém de uma rigorosa pormenorização e do recurso a materiais de eleição. A utilização d assume neste projeto um papel preponderante na harmonização do edifício com a natureza que o envolve. É evidente a simbiose entre a natureza luxuriante que habita ali ao lado, e que, penetra espontaneamente pelas amplas varandas, prolongando-se no interior através dos revestimentos dos pavimentos, paredes e tetos, numa relação que se pretende franca e inócua.
A par qualidade dos materiais, que se espera encontrar num edifício premium com destaque para os revestimentos sobretudo de génese natural, entre os quais as madeiras e os mármores, “o Park Avenue dispõe das mais recentes soluções tecnológicas, designadamente de domótica, incluindo o controlo de iluminação, aquecimento e arrefecimento, acessos, vedação de luz e deteção de intrusão. 
Os valores das frações variam entre 260 mil euros e os 2,5 milhões de euros.  
Ana Jordão, responsável pelo departamento residencial da Predibisa, considera que “este é um projeto de grande importância no panorama da nova construção da cidade do Porto, não só pela zona nobre onde se insere, mas também pela forma como foi pensado para responder às necessidades de um segmento que procura qualidade de vida em ambiente urbano sem descurar o lado mais simples de contacto com a natureza”, refere-se no mesmo comunicado.



Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.