20 / Agosto / 2019

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Alameda Shop & Spot termina processo de renovação

11 de Junho de 2019 às 14:21:35

tamanho da letra:

Notícias

A CBRE líder terminou o processo de remodelação do centro comercial Alameda Shop&Spot, um amplo projeto de refurbishment que envolveu uma nova marca, intervenção de todas as zonas estratégicas do centro e a criação de um novo conceito de zona de restauração.

Com a assinatura da arquitetura e gestão de projetos da CBRE, a intervenção no centro envolveu um investimento de mais de 10 milhões de euros da DWS Investments, a sociedade gestora de fundos do Deutsche Bank e proprietário do Alameda Shop&Spot, informa-se em comunicado.
“Para responder às exigências do consumidor do Alameda Shop & Spot, situado nas classes A e B, todo este processo de renovação foi também acompanhado por uma estratégia de atualização do mix comercial do centro, que contou com cerca de 65 operações. Foram fechados contratos com 17 novas marcas, como a H&M, Mc Donalds, Fitness Hut e Pré-Natal, e 47 lojas renovaram a sua imagem, localização e até mesmo a sua dimensão, das quais se destaca a renovação profunda do hipermercado Continente e a abertura do Deborla”, avança a consultora imobiliária no mesmo comunicado.

Renovação em duas fases

Enquadrado no eixo estratégico “Add Lightness”, o processo de refurbishment do Alameda assentou em duas fases estruturantes entre 2016 e 2019. A primeira fase contou com o lançamento de uma nova marca, criando um novo posicionamento e perceção, bem como com a criação do Páteo, um inovador espaço de restauração, com uma identidade própria, que segue as tendências de consumo, design e comodidade com vista a tornar as refeições dos visitantes numa nova experiência. 
A segunda fase passou por uma intervenção global no centro em termos de iluminação, fazendo usufruto da pintura e luz para criar um ambiente mais luminoso, contemporâneo e eficiente a nível energético. Os espaços comuns e WC foram também renovados, contando ainda com um novo fraldário.
O conceito e imagem implementados na nova praça de restauração “Páteo” foram estendidos à área de cafetaria sob o formato de “Winter Garden”, com o objetivo de melhorar o conforto e eficiência do espaço. 
Em 2018, o Alameda Shop & Spot apresentou um crescimento de footfall na ordem dos 10% e a taxa de ocupação do centro alcançou os 95%. O Páteo, a nova zona de restauração do Alameda, viu as suas vendas crescerem mais de 30%. 
Carlos Manunbens, asset manager da DWS Investments, reforça que, “num mercado maduro e exigente como é o do Porto, foi decisivo investir num centro icónico como é o Alameda Shop&Spot. Hoje é um centro que apresenta coerência na sua oferta, no seu ambiente e nos seus espaços, estando alinhado com as tendências de consumo Portugal que, aliás, continua a ser um mercado estratégico e com grande potencial no que se refere a centros comerciais. Vamos continuar neste caminho e na procura permanente de oportunidades de investimento em Portugal, com um foco principal no nosso core: escritórios, logística e, claro, os nossos centros comerciais.”
Carlos Récio, diretor da Agência de Retalho da CBRE, salienta que “a performance do Alameda Shop & Spot em 2018 – e mesmo já em 2019 -, em tudo indica que esta ampla operação de refurbishment e de renovação do mix comercial começa a dar os seus primeiros frutos e foi uma aposta certeira tendo em conta o perfil do seu consumidor. Agora é potenciar o centro num todo, e em breve esperam-se ainda mais novidades.”
Desde 2016 que a gestão e comercialização do Alameda SHOP & SPOT está a cargo da CBRE.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.