13 / Outubro / 2019

Domingo

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Lisboa prepara concurso de 6,6 milhões para Parque Urbano da Praça de Espanha

11 de Fevereiro de 2019 às 12:18:46

tamanho da letra:

Notícias

O vereador do Urbanismo da Câmara Municipal de Lisboa, Manuel Salgado, vai apresentar uma proposta para que o executivo municipal aprove a empreitada para a "rede viária e espaços exteriores da praça de Espanha", com um preço base de 6,637 milhões de euros e um prazo de execução de dez meses, mais um ano de manutenção de espaços verdes.

Ao anuncio desta proposta, efetuado na semana passada, seguiu-se hoje a divulgação pública, na Fundação Calouste Gulbenkian, do projeto vencedor do concurso de ideias lançado pela autarquia para o Parque da Praça de Espanha. "Um projeto emblemático que representa a Lisboa do futuro, uma cidade verde, sustentável, com espaços públicos devolvidos às pessoas", afirmou na ocasião Fernando Medina, presidente da Câmara Municipal de Lisboa, sobre o plano que procura recuperar os " caminhos da água", transformando aquela zona da cidade num enorme parque urbano.
O arranque das obras está previsto para o 2º semestre de 2019 e devem estar concluídas em 2020, ano em que Lisboa será  "Capital Verde da Europa”.
O projeto enfatiza a continuidade entre a Praça de Espanha e o Jardim da Gulbenkian, incluindo uma ponte pedonal a ligar os dois espaços. O riacho do Rego será recuperado, numa “renaturalização do caminho natural da água”, e será construída uma bacia de retenção de águas com efeito de drenagem, para evitar as cheias que assolam esta zona, explica-se no site da CML.
A intervenção implica igualmente a reorganização do trânsito rodoviário na zona, passando a ser possível a ligação direta de quem vem de carro da Avenida de Berna ou António Augusto Aguiar em direção à Avenida de Ceuta.
Para o ateliê NPK – Arquitetos Paisagistas Associados, vencedor do concurso de ideias, o projeto agora apresentado vai mudar a forma como vemos a Praça de Espanha, uma transformação que, sublinha-se, "vai estabelecer novas continuidades pedonais e cicláveis, restabelecendo a ligação da antiga Estrada da Palhavã, ligando a Gulbenkian a Sete Rios. Por outro lado, o novo parque vai ampliar os lugares de coexistência, no interior da cidade, entre as pessoas e a natureza, vai tornar mais presentes os sistemas e os elementos que a sustentam, o ar, a água, o solo e a biodiversidade."
A sessão de apresentação da nova Praça de Espanha fica ainda marcada pelo anúncio da expansão dos jardins da Gulbenkian até à Avenida Duque d`Ávila.
O parque urbano que terá a dimensão de cerca de 5 hectares, uma aérea equivalente à do Jardim da Estrela, e irá contemplar a plantação de mais de 600 novas árvores.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.