23 / Julho / 2019

Terça

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

CBRE, Cushman & Wakefield, JLL e Predibisa comercializam Porto Office Park

15 de Janeiro de 2019 às 12:21:43

tamanho da letra:

Notícias

O Porto Office Park (POP) deverá estar concluído em final de outubro de 2019 e é composto por dois edifícios de escritórios, cada um com 9 pisos acima do solo, correspondendo a uma área superior a 30.000 m2, e um edifício com restaurante e ginásio.

Promovido pelo Grupo Violas, o POP será comercializado, em regime de arrendamento, pelas consultoras CBRE, Cushman & Wakefield, JLL e Predibisa.
Localizado na Avenida Sidónio Pais, em plena zona prime, este projeto irá reforçar a oferta de escritórios na cidade do Porto, oferecendo aos futuros ocupantes um espaço que responde às atuais necessidades do mercado e que pode ser adaptado às necessidades específicas de cada empresa.
Tendo em consideração uma crescente preocupação com o bem-estar dos ocupantes, o POP oferece um serviço múltiplo de restauração seja na cafeteria, no restaurante e até nas copas das frações, para além de ginásio, campos de paddel, um grande auditório, salas de reuniões e diversos serviços de conciérge. Os ocupantes terão também acesso a todas estas facilidades através de uma aplicação digital móvel. Os edifícios inserem-se em 15.000 m2 de áreas verdes e terão a certificação BREEAM “Excellent”.
Para Luís Mesquita, diretor da CBRE Porto, “este é um dos mais interessantes projetos imobiliários no Porto e que vai revolucionar por completo o mercado de escritórios da cidade. Diversas empresas, nacionais e internacionais, estão a escolher o Porto para se fixar, uma tarefa que tem sido dificultada pela falta de ativos que satisfaçam as suas necessidades. O POP apresenta-se como uma solução apropriada, por possuir as características de um parque de escritórios virado para o futuro e que vai certamente ter um impacto positivo na zona da Boavista.”
Já Mariana Rosa, Head of Office Agency da JLL comenta que “o mercado do Porto precisava de um projeto assim. O POP representa um importante passo em frente na qualificação da oferta de escritórios da cidade, não só porque foi concebido para ir de encontro aos requisitos da procura atual, oferecendo excelentes áreas por piso, escritórios em open space, bem como um vasto leque de equipamentos que facilitarão a vida dos seus utilizadores; mas também porque incorpora valências pensadas para a força de trabalho millennial. A aplicação móvel concebida pelo proprietário é um bom exemplo disso, disponibilizando vários serviços extra exclusivos para os inquilinos, desde alimentação, a lavandaria ou lavagem de veículos, entre outros. Tudo isto numa localização de excelência, com ótimas acessibilidades tanto de carro como de metro, e com o bónus de que são as excelentes vistas oferecidas sobre a cidade do Porto em todos os seus oito pisos”.
Graça Cunha, responsável do Corporate da Predibisa, considera que “o POP é sem dúvida o maior projeto de escritórios na cidade do Porto, que vem colmatar uma das principais necessidades em termos de oferta de escritórios. Fatores como a qualidade arquitetónica, luminosidade, conforto, flexibilidade, proximidade da estação do metro, estacionamento e envolvente urbana, assim como, uma excelente área de espaços verdes, são características essenciais da procura pelas empresas. Reunindo assim todas os elementos fundamentais para o sucesso deste empreendimento.”
Por fim, segundo Duarte Corrêa d’Oliveira, do departamento de escritórios da Cushman & Wakefield no Porto, “a procura de grandes empresas nacionais e multinacionais para ocupação de grandes áreas no Porto continua a crescer e este é um projeto inovador que vai colmatar a escassa oferta de edifícios modernos e de alta qualidade na cidade”.
Os edifícios beneficiam de acesso a uma vasta rede de transportes, com a Estação de Metro de Francos a curta distância, assim como várias linhas de autocarros. Por estar perto da Rotunda da Boavista e da Casa da Música, o Porto Office Park está próximo das principais vias de entrada e saída da cidade, junto da VCI e com acesso direto à A1, A28, Via Norte, A3 e A4.
O POP tem ainda disponível 600 lugares de estacionamento de acesso privado, dos quais 60 com carregadores elétricos, e 120 lugares de bicicletas distribuídos por 3 pisos subterrâneos.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.