21 / Junho / 2018

Quinta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

BPI, IFRRU 2020 e JESSICA financiam «World of Wine» com 58 milhões de euros

01 de Junho de 2018 às 16:05:13

tamanho da letra:

Notícias

O BPI e o Grupo The Fladgate Partnership, detentor das marcas Taylor’s, Croft, Fonseca e Krohn, celebraram hoje acordos de financiamento para o projeto de recuperação dos antigos armazéns de Vinho do Porto, que dará origem à criação do complexo «World of Wine» (WoW), um parque de experiências culturais e de lazer com forte vocação na educação vínica, situado no centro histórico de Vila Nova de Gaia.

Investimento total de 100 milhões de euros permitirá converter antigos armazéns da Taylor’s em Vila Nova de Gaia num complexo turístico, cultural e comercial (Foto: Broadway Malyan)

Os financiamentos do BPI, único banco envolvido no projeto, ascendem em termos globais a 58 milhões de euros com prazo máximo de 20 anos e serão realizados ao abrigo das linhas de apoio à reabilitação urbana, IFRRU 2020 e JESSICA.
O acordo foi celebrado por Pedro Barreto, administrador do BPI e Adrian Bridge, presidente do conselho de administração da Taylor’s, na presença do presidente da Comissão Diretiva da Estrutura de Gestão do IFRRU 2020, Abel Mascarenhas, e da vogal executiva Dina Ferreira.
O investimento global do Grupo Taylor’s para o conjunto dos diversos projetos do complexo WoW ascende a mais de 100 milhões de euros. Com abertura prevista para 2020, os projetos preveem a criação de 320 postos de trabalho. Estima-se que o WoW receberá mais de 1 milhão de visitas por ano quando atingir a velocidade de cruzeiro.
O complexo integrará cinco museus temáticos - sobre os vinhos portugueses, a evolução dos copos de bebida, cortiça, a história da cidade do Porto e da região norte, e ainda sobre a indústria da moda e do design –, além de uma escola de vinhos, 12 espaços de restauração, um espaço para eventos e exposições temporárias, um conjunto de pequenas lojas de artesanato tradicional da região e estacionamento subterrâneo.
Recorde-se que o BPI foi um dos Bancos selecionados para colocar o Instrumento Financeiro para a Reabilitação e Revitalização Urbanas (IFRRU) 2020, cujas dotações proveem do Portugal 2020, do Banco Europeu de Investimento (BEI) e do Banco de Desenvolvimento do Conselho da Europa (CEB). À semelhança do anterior programa JESSICA, as dotações do IFRRU são canalizadas para os projetos urbanos através de empréstimos concedidos por entidades financeiras, as quais contribuem adicionalmente com cofinanciamento. O BPI, considerando o cofinanciamento, disponibiliza uma linha de crédito IFRRU no valor total de 400 milhões de euros.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.