23 / Maio / 2018

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Simulador de pensões ainda é um “processo em construção”

10 de Maio de 2018 às 14:43:52

tamanho da letra:

Notícias

A Segurança Social precisa de melhorar a sua relação com o cidadão, sendo o “Simulador de Pensões” um passo nesse sentido, disse o ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, na apresentação desta nova ferramenta digital.

“O simulador de pensões é instrumento de transparência e de informação” e “um compromisso do Programa do Governo, do programa Simplex e do processo de modernização da Segurança Social», disse Vieira da Silva.
Vieira da Silva assinalou que o sistema de pensões é “muito exigente e muito complexo, porque um salário recebido há trinta anos, vai influenciar uma pensão a ser paga daqui a vinte anos”, sendo “um sistema que acompanha a vida de todos”.
O Ministro afirmou ainda que o simulador “é um instrumento para os trabalhadores no ativo ou desempregados projetarem a sua pensão”, com duas diferenças fundamentais em relação ao que a Segurança Social tinha antes e ao que existe em entidades privadas.
A primeira diferença é que utiliza “todo o histórico da carreira contributiva individual”, pelo que “teve que se ir buscar toda esta informação ao sistema de Segurança Social”, incluindo a que estava em suportes não informatizados, sendo o simulador, por isto “um processo em construção”.
Cada cidadão que faça a sua simulação fá-la com “informação que lhe diz respeito apenas a si”, não sendo a simulação “baseada apenas nas fórmulas de cálculo mas na história pessoal”.
A segunda diferença é que “sendo usado por quem não está ainda na idade da reforma, exige que se faça um cálculo prévio, uma estimativa, do que vai ser o futuro desse trabalhador. Esta estimativa foi calculada de uma forma automática, que foi considerar, usando dados históricos, que os salários reais iriam crescer 0,5% ao ano até ao fim da carreira contributiva e que a inflação seria de 05% ao ano”. O utilizador tem que saber quando se quer reformar e pode aceitar a estimativas do sistema ou alterá-las, no caso de achar que poderá vir a receber um salário maior ou que a inflação será diferente do que o sistema considera, sendo, portanto, “um instrumento flexível”.
O governo estima que o simulador de pensões cobre “95% dos trabalhadores no ativo”, excluindo apenas os que têm uma carreira em diferentes regimes, ou situações de exceção previstas nas regras do sistema de Segurança Social. Também «não está ainda completamente integrado com o sistema da Caixa Geral de Aposentações (sistema da Administração Pública), que terá um simulador semelhante a este até ao final de 2018», sendo a combinação dos dois «mais difícil do ponto de vista técnico».
O simulador «reproduz as regras legais de cálculo das pensões que estão em vigor» - o cálculo com base na totalidade da carreira contributiva – «e, se houver alteração das regras, o simulador adaptará os seus parâmetros e dará os novos dados criados pelas alterações”, garantiu Vieira da Silva.

Como funciona?

Apresentado no Dia Nacional da Segurança Social, o novo simulador de pensões, é uma ferramenta que passa a estar disponível para que os cidadãos calculem – a qualquer momento – o valor estimado da sua reforma quando chegar à idade de reforma.
O acesso ao Simulador de Pensões é feito por computador ou tablet com internet, encontrando-se alojado no site da Segurança Social Direta, pelo que o trabalhador deve estar aqui registado. Após login, basta escolher a opção «Pensões» e de seguida selecionar «Simulador de Pensões».
A partir daqui tem duas opções de simulação:
- Simulação automática, disponível para a Pensão de Velhice do regime geral, que permite conhecer o valor estimado da pensão, obtido com base nos salários registados na Segurança Social. Com esta simulação o utilizador fica a saber a idade estimada da reforma e o valor bruto estimado da pensão. Caso pretenda, pode ainda escolher uma outra data para a reforma, ficando assim a saber se tem penalização ou bonificação na nova data;
- Simulação à medida, disponível para Pensão de Velhice e também para Pensão de Invalidez Absoluta e Pensão de Invalidez Relativa, do regime geral. Nesta opção o utilizador pode introduzir dados como a data a que pretende reformar-se, alterar a taxa de crescimento dos seus salários futuros ou a taxa de inflação.
Para além do regime geral, o Simulador prevê também as pensões antecipadas por desemprego de longa duração e por flexibilização de idade.

 

 

 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.