19 / Novembro / 2018

Segunda

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Intermat lança primeiro Observatório Internacional da Construção na zona EMEA

30 de Novembro de 2017 às 14:51:09

tamanho da letra:

Notícias

A Intermat, Feira Internacional da Construção e das Infraestruturas, apresentou no dia 30 de novembro, em Paris, o primeiro Observatório da Construção, realizado em parceria com a Business France, a agência para a internacionalização da economia francesa e para o desenvolvimento empresarial.

“O Observatório Intermat nasceu da vontade de estabelecer uma forte relação com o mercado e oferecer aos fabricantes de materiais de construção um estudo estratégico sobre 12 países da zona EMEA (Europa, Médio Oriente e África), selecionados pelo seu nível de investimento nas infraestruturas da construção”, informa-se numa nota de imprensa. Ao todo, no conjunto dos países analisados, estão programados investimentos da ordem dos 1.600 biliões de investimentos para os próximos 30 anos.
O estudo, concebido como um instrumento de trabalho e de apoio ao desenvolvimento das empresas, propõe, para cada país estudado, uma análise sobre os planos de investimento nacionais em curso ou projetados até 2025-2030 e classificados por área de atividade (aeroportos, construção, ferrovia, minas e pedreiras, portos, estradas, transportes), uma cartografia de grandes projetos, as principais importações e exportações de materiais de construção, assim como as marcas estrangeiras presentes no território. "A edição de 2018 da Intermat é a da retoma económica e da inovação tecnológica no setor da Construção. A zona que cobrimos, Europa, Médio Oriente e África, apresenta inúmeras oportunidades para as empresas do Setor. Com o Observatório Intermat, oferecemos a todos os parceiros uma ferramenta de trabalho que iremos atualizando, para os acompanharmos nos seus projetos de desenvolvimento nos mercados de maior potencial", declarou Isabelle Alfano, diretora da feira.

Eis alguns dos principais resultados apurados pelo Observatório:

Europa 
Os projetos programados até 2030-2050 em seis países europeus, nomeadamente, Alemanha, Bélgica, França, Itália, Países Baixos e Reino Unido, representam um investimento de 925 biliões de euros. Deste total, a Alemanha é o país que apresenta o maior valor de investimento (287 biliões de euros até 2030), seguida pela Itália (223 biliõesde euros) e pelo Reino Unido (167 biliões de euros). A França ocupa a 4ª posição, com 139 biliões de euros, seguindo-se então os Países Baixos, com 63 biliões de euros, e, por fim, a Bélgica, com 42 biliões de euros.
Os projetos de transporte para a região da grande Paris “Le Grand Paris” et le “Grand Paris Express” são os projetos emblemáticos dos próximos 15 anos na Europa, com um investimento previsto de 67 biliões de euros.
Os setores que oferecem um maior potencial de desenvolvimento para as empresas são o rodoviário, o ferroviário e a construção

África
Em África, os quatro países estudados, dois do Magrebe (Marrocos e Argélia) e dois da África subsariana Costa do Marfim e Quénia), apresentam projetos a desenvolver até 2040 avaliados em 307,2 biliões de euros. A Argélia (183,7 biliões de euros) e Marrocos (87,8 biliões de euros) apresentam os planos de investimento mais elevados previstos até 2030.
Os setores que oferecem maior potencial de desenvolvimento para as empresas da construção nesta zona são, por ordem decrescente, o setor rodoviário e ferroviário, o da construção e o portuário.
De entre os projetos emblemáticos salientam-se, na Argélia, a construção de 1,6 milhões de habitações até 2019 (20 biliões de euros) e a construção da quarta estrada circular no Sul de Argel. Em Marrocos salienta-se a construção de uma linha de TGV com mais de 2.000 km, ligando três países do Magrebe Central (Marrocos, Argélia e Tunísia). Na Costa do Marfim salienta-se construção do porto de San Pedro (1,3 biliões de euros) e, no Quénia, o “Standard Gauge Railway Project”, o maior projeto de infraestruturas do país desde a sua independência e cujo investimento estimado ronda os em 7,35 biliões de euros.

Médio Oriente
Por fim, para o Médio Oriente, designadamente para os Emiratos Árabes Unidos e o Qatar, contabilizam-se 239 biliões de euros de investimento programado até 2033.
Com 137 biliõesde euros projetados, o Qatar ultrapassa em pouco os Emiratos, que têm programados investimentos na ordem dos 102,3 biliões de euros. Os dois setores mais dinâmicos são a construção e o rodoviário.
Nos Emiratos Árabes Unidos o projeto mais emblemático é o melhoramento das estradas do Dubaï e de Abu Dhabi (733 biliões de euros) e no Qatar a Smart City de Lusail (40 biliões de euros).

Descarregue aqui os resultados completos do Observatório Intermat da Construção.

A Intermat 2018 realiza-se de 23 a 28 de abril de 2018, no Parque de Exposições de Paris-Nord Villepinte, em Paris, França.
Para o evento são esperados perto de 1.500 expositores e 200.000 visitantes profissionais, provenientes de 167 países.
A feira estará organizada em quatro áreas: Terraplanagem & Demolição; Estradas, Indústrias de Materiais e Fundações; Construção e Fileira do Betão; Elevação Manutenção e Transporte.

 


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.