18 / Agosto / 2018

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Verbas do programa Capitalizar reforçadas em 2018

24 de Novembro de 2017 às 09:51:09

tamanho da letra:

Notícias

Mais de 80% dos 1.600 milhões de euros disponibilizados através das linhas de crédito do programa Capitalizar em 2017 já foram distribuídos às empresas.

“As linhas Capitalizar estão praticamente esgotadas”, disse o ministro da Economia, Caldeira Cabral, na abertura do Fórum Financeiro de Lisboa, acrescentando que, dos 1600 milhões de euros disponibilizados em 2017, “há já mais de 1.350 milhões de euros atribuídos a empresas”, lê-se no site oficial do Governo.
O ministro sublinhou que estes empréstimos são “fundamentais para ajudar as empresas a investir”, frisando que “o investimento de empresas privadas está a aumentar 15% em 2017”.
“Está previsto no Orçamento do Estado para 2018 um reforço destes apoios, para 2.600 milhões de euros, em linhas de financiamento a empresas, com 600 milhões de euros destinados diretamente a empresas exportadoras”, disse ainda o governante.
O programa Capitalizar, recorde-se, tem cinco linhas de crédito - micro e pequenas empresas, fundo de maneio, fundo de tesouraria, investimento geral e investimentos projetos 2020- que têm por objetivo financiar a tesouraria e o investimento de empresas. As PME recorrem às cinco linhas de crédito Capitalizar através dos bancos comerciais.
O crédito às empresas através deste Programa permite-lhes aceder a crédito com condições mais vantajosas face às que a banca concede. As empresas podem financiar-se entre 25 mil euros e dois milhões de euros, e com prazos entre três e 10 anos.

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.