18 / Novembro / 2017

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Investimento imobiliário no Centro Histórico de Lisboa ascende a 345 milhões de euros

10 de Novembro de 2017 às 11:46:08

tamanho da letra:

Notícias

No 1º semestre de 2017 foram transacionados 898 imóveis no Centro Histórico de Lisboa, num volume de investimento de cerca de 345 milhões de euros.

Os dados são da Confidencial Imobiliário (Ci), que adianta ainda que “estas transações incluem a venda quer de prédios quer de frações, reabilitados ou por reabilitar, nas áreas de habitação, retalho e serviços.
Este volume apresenta um crescimento de 17% face ao semestre anterior, quando foram transacionados 296 milhões de euros.
Já em termos do número de imóveis vendidos, manteve-se praticamente ao nível do semestre anterior (889 transações), pelo que o aumento do volume de investimento terá provavelmente resultado da aposta em imóveis de maior valor, acrescenta a Ci. Assim, o volume médio de investimento rondou os 394 mil euros no 1º semestre de 2017, quando no semestre anterior se tinha fixado em 338 mil euros.
Já face ao semestre homólogo (1º semestre 2016), a nota foi de queda, quer no volume de investimento (- 13% face a €395 milhões), quer no número de ativos transacionados (-34% face às 1.345 transações), embora seja de assinalar que o 1º semestre de 2016 atingiu, em ambos os indicadores, a marca mais elevada desde 2013.
A Ci revela ainda que os preços nesta zona prosseguiram a sua trajetória de valorização no 1º semestre de 2017, registando um aumento semestral de 14% e homólogo de 26%.
De acordo com o Índice de Preços do Centro Histórico de Lisboa, a tendência de subida de preços verifica-se há já seis semestres consecutivos (desde meados de 2014), observando-se, assim, uma subida acumulada de 67% nos preços praticados no Centro Histórico desde então. Na cidade de Lisboa, os preços residenciais apresentam igualmente uma tendência crescente desde 2014, com uma subida homóloga de 23,7% no 2º trimestre de 2017 e uma valorização acumulada de 58% nos últimos três anos (cerca de 10 pontos percentuais mais baixa do que no Centro Histórico).

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.