18 / Novembro / 2017

Sábado

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

AIP leva mais de duas dezenas de empresas portuguesas à Feira Internacional de Cabo Verde

10 de Novembro de 2017 às 11:34:54

tamanho da letra:

Notícias

Conhecendo a importância do mercado cabo-verdiano para o crescimento do tecido empresarial português e dando continuidade a uma parceria duradoura com a Feira Internacional de Cabo Verde (FIC), a Fundação AIP regressa a Cabo Verde, dinamizando a participação portuguesa na 21ª edição da FIC, que este ano se realiza na cidade do Mindelo, ilha de São Vicente, entre os dias 15 e 19 de novembro.

Cabo Verde, República inserida na CEDEAO – Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, tem sido um mercado prioritário para as empresas portuguesas e, numa altura em que este arquipélago costeiro da África Ocidental tem como uma das prioridades aprofundar a integração internacional da sua economia, a Fundação AIP volta a dinamizar a cooperação económica entre as empresas portuguesas e cabo-verdianas com uma participação de mais de 20 empresas nacionais na FIC, antecedida de um ‘StopOver’ de dois dias na cidade da Praia.
A delegação nacional presente nesta viagem de negócios a Cabo Verde é composta por empresas dos stores metalúrgicos e electromecânicos, produtos eléctricos, tecnologias de informação, produtos agro-pecuários, equipamentos de imagiologia médica, distribuição de produtos e medicamentos de uso humano e veterinário, equipamentos de apoio ao socorro e à saúde, soluções de revestimentos e pavimentos para mercados residenciais e comerciais, retalho tradicional, instrumentos musicais e equipamentos de áudio, restauração e hotelaria ou construção e reparação naval entre outros.

Fomentar a cooperação

A partida da delegação empresarial portuguesa é já no próximo dia 12 de novembro, iniciando-se os primeiros dois dias, 13 e 14 de novembro, com um ‘StopOver’ na cidade da Praia, ilha de Santiago, com ações de dinamização e promoção conjunta entre empresários de ambos os países. Esta iniciativa que antecede a presença na FIC tem como objectivo o fomento e a cooperação entre empresas portuguesas que desenvolvam ou pretendam desenvolver uma abordagem aos mercados externos, através do desenvolvimento de uma rede de parceiros, de partilha de informação e experiências, ou da realização de eventos de networking que estimulem a internacionalização, através de um conjunto de reuniões B2B nas instalações de potenciais parceiros.

"Cabo Verde, o Hub para a África Ocidental"

A FIC – Feira Internacional de Cabo Verde, este ano sob o lema “Cabo Verde, o Hub para a África Ocidental”, tem a sua sessão inaugural no dia 15 de novembro, já com todos os empresários nacionais integrados no Pavilhão de Portugal, com a sessão inaugural presidida pelo primeiro ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia.
“A dimensão internacional da FIC representa uma excelente plataforma de intercâmbio comercial para toda a Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental – CEDEAO, que conta com mais de 230 milhões de consumidores”, destaca a FIL/AIP em comunicado.
Esta é, refira-se, uma organização da Fundação AIP, em estreita colaboração com a FIC, com o apoio institucional do aicep Portugal Global e no âmbito do Projecto PT 2020.


 

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.