26 / Setembro / 2018

Quarta

Diretor: José Tomaz Gomes | Editor: AECOPS

Notícias ver todas os artigos desta secção

Ocupação de escritórios cresce 40% até abril

17 de Maio de 2017 às 10:21:42

tamanho da letra:

Notícias

O mercado de escritórios de Lisboa transacionou 54.054 m² só nos primeiros quatro meses de 2017, num crescimento acumulado de 40% face ao período homólogo.

Neste período de quatro meses, foram concluídas 87 operações, com uma área média de 621 m2. Em abril a absorção atingiu os 10.404 m², num crescimento de 68% face ao mesmo mês do ano passado e uma descida de 14% face ao mês anterior, apurou o último Office Flashpoint da JLL, consultora que registou uma quota de mercado de 42% no acumulado do ano.
De acordo com a mesma publicação, do total das transações concluídas no acumulado do ano, 23 correspondem a operações fechadas em abril, traduzindo uma área média transacionada de 452 m². Nesse mês foram fechadas quatro operações envolvendo áreas superiores a 1.000 m², nomeadamente a expansão de cerca de 3.300 m² do BNP Paribas na Torre Ocidente, a entrada da consultora Hiscox na cidade de Lisboa, onde ocupa agora 1.034 m² no Atrium Saldanha, a expansão de 1.005 m² dos escritórios da Regus no Lagoas Park e a ocupação pela BOSE de 1.042 m2 no edifício Defensores de Chaves 45.
“Estas transações evidenciam bem uma das notas mais positivas da atividade no mês de abril, designadamente o facto de 75% da área ocupada ter correspondido a absorção líquida, motivada quer pela necessidade de Expansão de Área (47% do total da ocupação mensal), quer pela Entrada de Novas Empresas na Região de Lisboa (28% do total)”, refere-se em comunicado. Em termos acumulados, a Mudança de Escritórios mantém-se como a principal motivação, correspondendo a 61% da área ocupada, com as operações de Expansão de Área e a Entrada de Novas Empresas a pesar 26% e 14%, respetivamente.
Em termos geográficos, o Corredor Oeste mantém-se como a zona mais dinâmica do mercado de escritórios no primeiro quadrimestre de 2017 (30% do total), seguido do Prime CBD (Avenida da Liberdade, Saldanha), com 24% do total acumulado. No mês de abril a Nova Zona de Escritórios ocupa a liderança (32%), destacando-se também o Corredor Oeste (Eixo A5 até Porto Salvo e Alfragide), com 28%, e o CBD (21%).
No que respeita à procura, o setor de Serviços Financeiros ocupa a liderança, sendo responsável por 19% da área ocupada no acumulado e por 32% da área ocupada em abril, tendo sido mesmo responsável pela maior operação desse mês. O pódio do primeiro quadrimestre fica completo com os setores TMT’s & Utilities (18%) e das Farmacêuticas e Saúde (17%), enquanto em abril os restantes lugares foram ocupados pelos setores de Serviços a Empresas (21%) e Outros Serviços (17%).

Comentar

Iniciar Sessão

Nome de Utilizador

Palavra-chave

Se não tem conta,

Registe-se aquiEsqueceu-se da palavra-chave?

Comentar este artigo

Título

Texto

Os comentários deste site são publicados após aprovação, pelo pedimos que respeitem os nossos Termos de Utilização.
O seu IP não será divulgado, mas ficará registado na nossa base de dados.
Por favor, não submeta o seu comentário mais de uma vez.